A Red Canids Corinthians decidiu levar à Justiça seu problema com o Flamengo em relação a transferência do jogador de League of Legends Felipe “brTT” Gonçalves.

A informação é do SporTV, que teve acesso ao processo aberto no Tribunal de Justiça de São Paulo nesta quinta-feira (22). Segundo o site, a Matilha solicita o pagamento do acordo estipulado de R$ 50 mil e indenização por danos morais.

A Red Canids Corinthians afirma que, quinze dias antes do fim do contrato de brTT com a equipe, o Flamengo ofereceu o valor de R$ 50 mil pelo atirador. Apesar da quantia ser inferior ao da multa rescisória, estipulada em R$ 150 mil, a Matilha aceitou a proposta do Rubro-Negro.

O acordo foi realizado por e-mail e, segundo a Red, fez com que a organização deixasse de negociar o jogador com outros times interessados.

Ainda de acordo com a Red Canids Corinthians, o Flamengo teve conhecimento de que o contrato de brTT estava próximo de expirar após a realização do acordo e decidiu esperar, cessando o contato com a organização. A contratação do atirador foi revelada pelo Rubro-Negro em 7 de dezembro.

Além de processar o Flamengo, a Red Canids também incluiu brTT como réu no processo, acusando-o de “atuar em conluio” com a Cursor eSports - empresa responsável pelo projeto de esports do Rubro-Negro - e o próprio clube.

O ESPN Esports Brasil entrou em contato com as partes envolvidas e, até a publicação desta matéria, nem Cursor nem Flamengo responderam ao contato. Já a Red afirmou que "não irá se pronunciar sobre o assunto".

RUBRO-NEGRO NO DESAFIANTE

O Flamengo estreou na última segunda-feira (19) no Circuito Desafiante, liga de acesso ao Campeonato Brasileiro de League of Legends. Apesar de escorregar algumas vezes durante as partidas, o Rubro-Negro conseguiu uma vitória de 2 a 0 sobre a Ilha da Macacada e três pontos na tabela.

O próximo adversário do Flamengo na competição é a T Show. As equipes se enfrentam na próxima terça-feira (27) após o confronto entre 5 Fox e IDM Gaming, que começa às 19h.