Logo Netfla

"Diferença para o Fla é abissal; que bolinha horrorosa": RMP critica dérbi

Em live pós-jogo realizada pelo UOL Esporte depois do primeiro jogo da final do Campeonato Paulista , entre Palmeiras e Corinthians , que acabou em 0 a 0, ontem (5), Renato Maurício Prado comentou que ao ver o futebol praticado entre as duas equipes é possível afirmar que a diferença para o campeão brasileiro Flamengo , neste momento, é abissal.

"A diferença para o Flamengo é abissal, mesmo o Flamengo não apresentando o futebol do ano passado no estadual. Mesmo assim é mil vezes melhor que essa bolinha horrorosa que Palmeiras e Corinthians jogaram ontem. Hoje, quem surge como principal adversário do Flamengo é o Atlético-MG , vendo eles jogarem você vê o dedo do técnico, no Palmeiras você não vê o dedo de ninguém", afirmou o colunista.

Além de Renato, o debate contou com os jornalistas Vinicius Mesquita, Pedro Ivo Almeida e Marília Ruiz, que é colunista do UOL Esporte . Os analistas projetaram a partida de volta entre o time de Vanderlei Luxemburgo e o de Tiago Nunes e divergiram nas opiniões.

Para Pedro Ivo, o time alviverde ainda tem uma margem de crescimento maior que a do alvinegro. Isso se leva em consideração por conta do desempenho mostrado pelo Palmeiras na segunda etapa da partida, ainda na fase de grupos do Paulistão, que acabou com a vitória por 1 a 0 do Corinthians, com gol de Gil .

"Eu acho que a dinâmica de segundo jogo vai ser diferente. Os dois times abriram mão de jogar, jogaram apenas no primeiro tempo, com raras exceções. O que me parece é que o Corinthians joga muito mais no seu limite do que o Palmeiras. Acho que o Palmeiras pode ter uma margem de crescimento maior. A gente viu isso no segundo tempo do jogo na fase de grupos entre as equipes", disse o jornalista.

"Tem uma margem para esperar alguma coisa do Palmeiras no segundo jogo. Em um jogo de 'trocação franca' entre as duas equipes, com os dois saindo, o Palmeiras pode criar mais. Quando o Corinthians tem a bola ele mostra que está no limite, são as ideias que o Tiago Nunes implementou, não tem nada além daquilo", completou.

Já na opinião de Marília Ruiz, o Corinthians terá mais espaços no jogo de volta, já que, em sua opinião, a escalação de Luxemburgo não deve se repetir. O treinador veterano optou por um time mais defensivo, com três volante e Zé Rafael como quarto homem no meio-campo para diminuir as investidas de Fagner pelo lado direito. Ela acredita que o Palmeiras deve sair mais para o jogo no Allianz Parque e abrirá espaços para o time de Tiago Nunes praticar o futebol que mais gosta.

"Esse time de hoje era para não perder em Itaquera, aquele medo de perder mesmo. Ele (Luxemburgo) não vai escalar esse time no estádio do Palmeiras porque a torcida vai tirar o coro dele se fizer isso. Ele não vai poder jogar com três volantes e o Zé Rafael para segurar o Fagner. Levar para os pênaltis no Allianz Parque é uma derrota para o Palmeiras. Ele vai sair para o jogo, o que facilita esse jogo do Corinthians de ter o pivô, de ter o jogador que está mais desmarcado e deixa o Fagner jogar mais", opinou.

O jogo de volta entre Corinthians e Palmeiras acontece no próximo sábado (8), no Allianz Parque, às 16h30 (de Brasília). Um novo empate entre as equipes, por qualquer número de gols, leva a decisão paulista para os pênaltis.

Fonte: Uol

Comentários

Jogos

Próximo jogo 4dias, 2horas a partir de agora
Libertadores da América
Barcelona de GuayaquilBarcelona de Guayaquil
X
FlamengoFlamengo
Ter 22/09 / Monumental de Barcelona / 19h15
Libertadores da América
Independiente Del ValleIndependiente Del Valle
- x -
FlamengoFlamengo
Últimas
+ Lidas da semana