A delegação do Flamengo desembarcou no Rio de Janeiro nas primeiras horas desta quinta-feira exibindo visível desgaste após a derrota de 1 a 0 para o Confiança-SE, em Aracaju, pela estreia das duas equipes na Copa do Brasil. O Rubro-Negro vem enfrentando uma maratona de jogos, que além do torneio mata-mata, inclui o Campeonato Carioca e a Primeira Liga. Até o fim de março serão mais quatro jogos em 12 dias.

Apesar do cansaço, os jogadores conversaram com os jornalistas e projetaram uma rápida reação. Isso porque no domingo a equipe encara o Fluminense, às 16h (horário de Brasília), no Pacaembu, em São Paulo, pela segunda rodada da Taça Guanabara, segunda fase do Campeonato Estadual.

"Nós sabemos que seremos cobrados pelo jogo contra o Confiança, pois todo mundo esperava uma vitória do Flamengo e saímos derrotados. O jogo acabou não acontecendo da maneira que a gente esperava e infelizmente perdemos. Mas é bola para frente, pois no domingo já temos uma partida muito importante pelo Campeonato Carioca, um clássico, e precisamos somar mais três pontos", analisou o lateral direito Rodinei.

O meia Ederson ressaltou o desgaste da equipe, mas reafirmou que o Flamengo só pensa em vencer o Flu no domingo.

622 622b2e49 2c1c 3c9a 95fb 46a2b69623f8
Rodinei pede foco no clássico; Wallace analisa: 'Não tem que mudar nada'

"O desgaste do jogo foi muito grande, mas o Flamengo esperava ter tido um outro resultado e ele não veio. Mas agora temos que virar a chave e manter foco apenas no Campeonato Carioca por conta do clássico. Mais para frente, vamos ter a oportunidade de tentarmos inverter essa situação na Copa do Brasil", finalizou.