Tira-teima: Flamengo e Palmeiras fazem sétimo mata-mata na história; cada um venceu três

Protagonistas de uma disputa particular por títulos nas últimas temporadas, Flamengo e Palmeiras se enfrentam no estádio Centenário, no próximo sábado, para um verdadeiro tira-teima histórico entre as duas equipes. Até aqui, foram seis duelos entre cariocas e paulistas, com três triunfos para cada.

O Palmeiras levou a melhor na final da Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo 1942, nas quartas da Copa do Brasil de 1999 e nas semis da Copa dos Campeões de 2000. Já o Flamengo bateu o Verdão na semifinal da Copa do Brasil de 1997, na final da Copa Mercosul de 1999 e na decisão da Supercopa do Brasil de 2021.

Flamengo foi campeão da Supercopa do Brasil sobre o Palmeiras — Foto: Ueslei Marcelino/Reuters
1 de 3 Flamengo foi campeão da Supercopa do Brasil sobre o Palmeiras — Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Flamengo foi campeão da Supercopa do Brasil sobre o Palmeiras — Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

No total, foram 10 jogos nestes seis confrontos mata-mata entre as equipes. São cinco vitórias do Flamengo, três do Palmeiras e dois empates. Cada time marcou 18 gols, o que reforça o equilíbrio dos duelos na história.

A reportagem do ge traz abaixo um panorama dos confrontos históricos entre os finalistas da Libertadores de 2021, relembra curiosidades dos jogos decisivos entre os times e apresenta uma análise das finais de Libertadores. Confira:

Decisões: Flamengo na frente

Em Montevidéu, Flamengo e Palmeiras farão a 4ª final oficial da história. Até o momento, são dois títulos rubro-negros e um troféu na galeria palmeirense.

O duelo mais recente, pela Supercopa do Brasil deste ano, teve emoção até o fim, com o título decidido nos pênaltis. O Flamengo levou o caneco para o Rio de Janeiro após sair atrás, virar o jogo, sofrer o empate e definir a parada com vitória por 6 a 5 nas penalidades.

Nos 90 minutos, um jogo disputado, com boas chances para as duas equipes. Raphael Veiga marcou os dois gols do Verdão na partida. Pelo Rubro-Negro, Gabigol e Arrascaeta anotaram. Nas penalidades, o Palmeiras chegou a abrir 3 a 1, mas viu Diego Alves brilhar e salvar o Flamengo. Rodrigo Caio foi o autor da batida decisiva que garantiu o título ao Flamengo.

Diego Alves defendeu 3 cobranças na disputa de pênaltis da Supercopa — Foto: REUTERS/Adriano Machado
2 de 3 Diego Alves defendeu 3 cobranças na disputa de pênaltis da Supercopa — Foto: REUTERS/Adriano Machado

Diego Alves defendeu 3 cobranças na disputa de pênaltis da Supercopa — Foto: REUTERS/Adriano Machado

Outra decisão com emoção até o fim e recheado de gols foi a final da Mercosul de 1999. Foram 13 gols em apenas dois jogos. Comentaristas da Globo atualmente, Caio (Flamengo) e Paulo Nunes (Palmeiras) foram os artilheiros das finais com três e dois gols, respectivamente.

O título rubro-negro teve gosto de revanche após a eliminação para o mesmo Palmeiras nas quartas da Copa do Brasil daquele ano. O Palmeiras de Marcos, Júnior Baiano, César Samapio, Alex, Zinho, Paulo Nunes e Asprilla vinha embalado após conquistar a Libertadores do primeiro semestre. Já o Flamengo tinha grandes nomes como Juan, Athirson, Leandro Ávila, Caio e Reinaldo.

Paulo Nunes e Zinho com a camisa do Palmeiras — Foto: Agliberto Lima/Estadão Conteúdo
3 de 3 Paulo Nunes e Zinho com a camisa do Palmeiras — Foto: Agliberto Lima/Estadão Conteúdo

Paulo Nunes e Zinho com a camisa do Palmeiras — Foto: Agliberto Lima/Estadão Conteúdo

No 1º jogo da decisão, o Flamengo superou o Palmeiras, por 4 a 3, após ficar duas vezes atrás do placar. Sob o comando do técnico Carlinhos e a estrela de Caio, que entrou na segunda etapa, os cariocas saíram vitoriosos na partida de ida no Maracanã.

Na partida de volta, o técnico Luiz Felipe Scolari escalou um time mais ofensivo em busca de reverter o resultado. O time até saiu na frente do placar com o lateral Arce, mas o Flamengo conseguiu segurar o ímpeto do Verdão e, em outro jogo com muitos gols, empatou o jogo em 3 a 3. O título interrompeu o jejum de 18 anos sem títulos internacionais do clube. O último havia sido o Mundial de 1981.

O único título do Palmeiras sobre o Flamengo, em duelo mata-mata oficial, foi há 78 anos. A conquista foi pela Taça dos Campeões Estaduais de 1942. O torneio era uma competição, que por vezes era considerada oficial e por outras amistosa, e que confrontava os campeões estaduais do Rio de Janeiro e de São Paulo.

Os registros históricos apontam que o Palmeiras venceu o Flamengo por 3 a 0 no longínquo 3 de março de 1943. O ex-atacante Peixe marcou duas vezes além do palmeirense Lima.

Outros encontros em mata-mata

Além das três decisões, Flamengo e Palmeiras já decidiram vaga na próxima fase em outras três oportunidades como citado anteriormente no texto: semifinal da Copa do Brasil de 1997, quartas da Copa do Brasil de 1999 e nas semis da Copa dos Campeões de 2000.

Destes torneios, o único com título de um dos dois foi a Copa do Campeões de 2000. Disputado no Nordeste, o Palmeiras foi campeão sobre o Sport, mas teve o teste de fogo contra o Flamengo na fase anterior. Os paulistas foram superados pelos cariocas no jogo de ida da semifinal por 2 a 1, com gols de Petkovic e Reinaldo para o Flamengo, e Taddei para o Palmeiras.

Na partida de volta, o meio-campista Taddei voltou a marcar pelo Palmeiras e levou a decisão para a disputa de pênaltis. Na última cobrança, o artilheiro Reinaldo viu o goleiro Sérgio defender seu pênalti para levar o Verdão às finais. A vitória por 5 a 4 foi a primeira disputa de pênaltis entre as equipes.

Finais de Flamengo e Palmeiras na história

Dois grandes da história do futebol brasileiro e sul-americano, Flamengo e Palmeiras estão acostumados a disputar finais em suas histórias. Incluindo finais de turno na conta, o clube carioca fará sua 81ª final oficial da história. Já o clube paulista terá sua 52ª decisão pela frente.

  • 80 finais do Flamengo:
  • 51 vencidas pelo Flamengo
  • 29 perdidas pelo Flamengo

Em torneios internacionais, o Flamengo já disputou 12 decisões, com sete títulos e cinco vices. Já o Palmeiras tem o retrospecto mais negativo nas finais de torneios internacionais, com quatro troféus e oito vices.

  • 51 finais do Palmeiras:
  • 29 vencidas pelo Palmeiras
  • 22 perdidas pelo Palmeiras

Clubes de RJ e SP: presença em finais e % de títulos

Se falarmos em histórico apenas de finais de Libertadores, os paulistas marcam presença com mais frequência que os cariocas. Foram 17 decisões com ao menos um clube do estado de São Paulo - e uma delas, a de 2020, com Palmeiras e Santos como representantes. Nas 16 decisões entre paulistas e estrangeiros ou brasileiros de outro estado, no entanto, o retrospecto é mediano: 8 títulos e 8 vices.

Os títulos diante de clubes de fora do estado e/ou país foram de Corinthians (2012), Palmeiras (1999), Santos (1962, 1963 e 2011) e São Paulo (1992, 1993 e 2005), ao passo que os vices couberam a Palmeiras (1961, 1968 e 2000), São Paulo (1974, 1994 e 2006), São Caetano (2002) e Santos (2003).

Já os cariocas disputaram apenas quatro finais na história, com 75% de aproveitamento. O Flamengo levou o título em 1981 e 2019, e o Vasco arrematou a taça em 1998. Apenas o Fluminense saiu derrotado, em decisão por pênaltis contra a LDU, em 2008.

Nota: A pesquisa feita para esta reportagem considerou apenas os jogos oficiais de partidas mata-mata na história. Torneios amistosos ou partidas decisivas nos pontos corridos não foram contabilizados.

Fonte: Globo Esporte
)