Citação de Tite, pedido de Paulo Sousa ainda na França e forma fazem Pedro mirar 2022 mágico no Flamengo

Embora não faça parte da lista para a qual foram chamados os rubro-negros Everton Ribeiro e Gabigol, a seleção de notícias sobre Pedro tem sido pra lá de animadora nas últimas semanas. Recebeu atenção especial - e pública - dos treinadores do Flamengo e do Brasil. E, de quebra, soube que seus resultados físicos na reapresentação no CT foram bastante satisfatórios.

Percentual de gordura baixo

Pedro foi um dos jogadores que melhor se reapresentaram na última segunda-feira. Apenas 10% de percentual de gordura e pouca perda de massa magra, o que lhe rendeu elogios internos. A distância percorrida nas atividades também lhe garantiu cumprimentos.

De pênalti, Pedro abre o placar para o Brasil contra a seleção de Cabo Verde — Foto: CBF
1 de 3 De pênalti, Pedro abre o placar para o Brasil contra a seleção de Cabo Verde — Foto: CBF

De pênalti, Pedro abre o placar para o Brasil contra a seleção de Cabo Verde — Foto: CBF

Citação involuntária de Tite e esperança dada por Paulo Sousa

Num intervalo de sete dias, do 6 ao 13 de janeiro, Pedro ouviu declarações que o encheram de motivação. Nesta quinta-feira, ao ser perguntado se utilizaria um camisa 9 ou não na Seleção, Tite citou nominalmente o rubro-negro de 24 anos. E isso sem o atleta ter sido mencionado pelo repórter que levantou a questão.

- Não dá para fechar conceito. O que a gente procura é ter jogadores com diferentes características, e nisso está a expectativa do Pedro em relação a nós. De uma continuidade, de uma afirmação e menos lesões. Porque ele já tinha sido convocado e porque é um jogador mais de área. Mais específico - respondeu Tite.

Na semana passada, antes de embarcar rumo ao Brasil, Paulo Sousa disse à emissora portuguesa "RTP" que o centroavante "com certeza teria mais espaço pela presença que deseja ter no último terço".

Pedro em ação durante o treinamento do Flamengo de quinta-feira — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo
2 de 3 Pedro em ação durante o treinamento do Flamengo de quinta-feira — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Pedro em ação durante o treinamento do Flamengo de quinta-feira — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Tais declarações, aliadas aos resultados individuais na reapresentação, fizeram Pedro afirmar a pessoas próximas a seguinte reflexão: "Se eu botar na minha cabeça que 2022 será o meu ano, eu vou para a Seleção" . No último dia 10, quando o Flamengo se reapresentou, o camisa 21 postou:

"A cada novo ano, novas expectativas surgem. As minhas, para essa temporada de 2022, são as melhores.

Muita força e saúde para correr em busca dos meus sonhos e objetivos. Só isso que peço a Deus. Estou pronto para viver aquilo que for da vontade do Senhor.

Entrega, empenho e vontade não faltarão. Como nunca faltaram.

Start - 2022 🙏🏼"

Antigo interesse de Paulo Sousa

Paulo Sousa empolgou rubro-negros entusiastas de um sistema que comporte Gabigol e Pedro no time titular, mas o interesse do português no futebol centroavante vem desde os tempos do Bordeaux. É verdade que o clube francês já o queria desde 2018, quando despontou no Fluminense, mas, no ano seguinte e já com Paulo à frente da equipe principal, uma nova investida foi feita. E com a anuência do treinador.

- Vou querer ver uma equipe dominante com bola, que consegue criar inúmeras situações de gols, seja pelo corredor lateral ou pelo corredor central, onde realmente somos muito fortes. Seja com Gabigol, com Bruno ou Pedro, que com certeza vai ter ainda mais espaço pela presença que vamos querer ter no último terço ofensivo - disse Paulo Sousa à RTPI no último dia 6.

Com dois anos de Ninho, 100 partidas, 41 gols marcados e 10 assistências, Pedro tem pela frente a oportunidade de voltar a ser protagonista. Em vermelho e preto e, quem sabe, com a Amarelinha. E o atleta rubro-negro - de coração e profissão - sabe que o momento é de decidir.

3 de 3

Fonte: Globo Esporte
)