Logo Netfla

CBF libera atletas do Atlético-GO que testaram positivo para Covid-19 para jogo contra Flamengo

Quatro jogadores do Atlético-GO testaram positivo para Covid-19 em exame realizado no domingo foram liberados para entrar em campo nesta quarta-feira contra o Flamengo, em Goiânia, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. A comissão médica da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acatou um recurso solicitado pelo time goiano. Ainda nesta quarta-feira e após reunião, a CBF fará o comunicado oficial. Essa será mais uma mudança de regra da CBF em relação ao controle sanitário na competição. Atlético-GO e Flamengo se enfrentam nesta quarta, às 20h30.

A informação dos quatro casos positivos veio a público por meio do secretário-geral da CBF, Walter Feldman, durante entrevista à Fox Sports. Segundo o clube, a divulgação foi precipitada uma vez que a entidade falou com os jornalistas antes mesmo de comunicá-lo.

Podcast : Sem pânico, torcedor! Jornalistas debatem troca no comando do time

O Atlético-GO afirma que esses jogadores estão em reta final de contaminação, já cumpriram o protocolo de quarentena e que por isso não tem potencial de transmissão. Segundo o departamento médico do clube, eles ainda têm o coronavírus no organismo, mas são incapazes de infectar outras pessoas. Na versão do clube, eles têm resquício de infecções passadas, detectadas em exames periódicos feitos pelo clube. O quarteto está assintomático.

O Atlético-GO se baseia em novos estudos da doença feitos pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças, agência do serviço de saúde dos Estados Unidos, e que já foram reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Segundo as novas diretrizes, uma pessoa assintomática e com PCR positivo para Covid-19, em teste realizado há mais de dez dias, não tem potencial de transmissão do vírus mesmo que um PCR mais recente aponte positivo. Isso quer dizer que essa pessoa já poderia sair do isolamento social após os dez dias, por exemplo.

As diretrizes de isolamento anteriores eram mais conservadoras. Quando a doença apareceu pela primeira vez na China, todos os pacientes com a doença, mesmo os casos leves, foram imediatamente afastadas de suas famílias por 14 dias e não recebiam alta até que tivessem dois testes de PCR negativos.

Fonte: Extra

Comentários

Jogos

Próximo jogo 4dias, 2horas a partir de agora
Libertadores da América
Barcelona de GuayaquilBarcelona de Guayaquil
X
FlamengoFlamengo
Ter 22/09 / Monumental de Barcelona / 19h15
Libertadores da América
Independiente Del ValleIndependiente Del Valle
- x -
FlamengoFlamengo
Últimas
+ Lidas da semana