Tabu rubro-negro ou freguesia do Vasco? O jogo dos números na semi

No jogo dos números, cada torcedor tem seu argumento. O vascaíno enche a boca para tirar onda com a série de oito partidas sem perder para o maior rival, com direito a cinco vitórias. O rubro-negro, por sua vez, repete à exaustão o mantra "vice de novo", por conta das seis vitórias consecutivas em decisões nos últimos 28 anos. E em semis, quem leva a melhor? As estatísticas apontam mais vitórias para o Flamengo, mas o Vasco é quem ostenta outro tabu: não perde desde 2010.

Com as constantes mudanças de regulamento do Campeonato Carioca, duelos decisivos em semifinais entre Vasco e Flamengo passaram a acontecer somente a partir do ano 2000. Avassalador, o Rubro-Negro abriu 5 a 0 na contagem, com vitórias em disputas de turno em 2001, 2004, 2007, 2008 e 2010 - com títulos estaduais nos quatro primeiros. Foi quando o Vasco começou a equilibrar a contagem.

Com triunfos na Taça Guanabara e na Taça Rio de 2012, chegou à finalíssima contra o Fluminense, mas não levantou o troféu. No ano passado, porém, o pacote foi completo. Depois de um jejum de 11 partidas, os vascaínos eliminaram o maior rival do Carioca com a vitória por 1 a 0, gol de Gilberto - após empate por 0 a 0 no jogo de ida - e coroaram o fim do tabu com o título estadual sobre o Botafogo, competição que não conquistava desde 2003. A última derrota para o Flamengo neste estágio aconteceu em 11 de abril de 2010, por 2 a 1, pela Taça Rio, com dois gols de Vágner Love.

Montagem Flamengo X Vasco (Foto: Editoria de Arte) Souza comemora vitória em 2007, Love desloca Prass em 2010, e Felipe tira onda em 2012 (Foto: Editoria de Arte)

Estatísticas que apontam fatores positivos e negativos para ambos os lados, mas são ignoradas em sua maioria pelos jogadores. Apesar da boa fase recente do Vasco no clássico, Nenê garante que nada interfere dentro de campo:

- Isso é só antes do jogo. Não pensamos muito. É mais uma estatística de fora. Quando entramos em campo, esquecemos de qualquer coisa fora do objetivo. A concentração é somente na vitória.

Clássico dos Milhões em semifinais nos Estaduais

- Taça GB 2001: Fla 1x0
- Taça GB 2004: Fla 2x0
- Taça GB 2007: 1x1 (Fla 3x1 nos pênaltis)
- Taça GB 2008: Fla 2x1
- Taça Rio 2010: Fla 2x1
- Taça GB 2012: Vasco 2x1
- Taça Rio 2012: Vasco 3x2
- Carioca 2015: 0 x 0 / Vasco 1 x 0

Na Gávea, César Martins tem opinião parecida. Mesmo admitindo a expectativa para acabar com a série ruim diante do maior rival, o zagueiro garante que o tema é encarado com naturalidade:

- Tentamos lidar com isso com a maior tranquilidade possível. Lógico que há a pressão em que um olha para o outro e pensa: "Vai ter que ser nesse jogo, neste fim de semana". Mas às vezes esquecemos para baixar a adrenalina.

Domingo, mais um capítulo da rivalidade será escrito a partir das 16h (de Brasília), na Arena da Amazônia, em Manaus. Campeão da Taça Guanabara, o Vasco tem a vantagem do empate para pegar Fluminense ou Botafogo na decisão.

Fonte: Globo Esporte
)