Logo Netfla

Rejeição afasta Patricia Amorim de vice-presidência no Flamengo


A possibilidade de Patricia Amorim assumir a vice-presidência de Esportes Olímpicos do Flamengo na gestão de Rodolfo Landim não foi bem aceita pelos grupos políticos que apoiaram a campanha do presidente eleito e, a princípio, ela declinou. Informação publicada, primeiramente, pelo "Coluna do Flamengo".

Segundo o LANCE! apurou, há uma negociação com a análise de possibilidades de como o futuro mandatário poderia utilizar pessoas ligadas a Patricia, que foi um dos nomes que o apoiou no pleito.

Em recente entrevista ao canal ESPN, Landim não descartou a possibilidade de Patricia assumir a pasta. Ele admitiu que o nome da ex-presidente enfrenta rejeição nos corredores da Gávea, mas ressaltou que ela poderia ajudar com o conhecimento que tem na área.

- De fato, quando se fala da gestão administrativa da Patricia Amorim, ela teve uma gestão mal avaliada dentro do clube. Acho que isso é lugar comum. A Patricia Amorim é uma das pessoas que mais conhecem esportes olímpicos. Não estou dizendo com isso que ela vai ser vice-presidente até porque tem várias vice-presidências que ainda não foram definidas. O que eu quero dizer é que vou ouvi-la no meu processo de gestão. Ela foi vice-presidente de Esportes Olímpico em uma época em que o Flamengo ganhava nos esportes olímpicos. Meu compromisso é de ganhar tudo que o Flamengo disputar. A gestão de Esportes Olímpicos que o Flamengo teve no passado foi, e muito, superior à atual gestão. E fazendo um 'mea-culpa', inclusive, nos anos em que lá estive, nos três primeiros anos da gestão do Eduardo (Bandeira de Mello) - disse ele, que completou:

- Uma coisa é uma pessoa está à frente de uma gestão administrativa, cuidando de dinheiro, dos recursos do clube, tomando decisões. Outra coisa... Não estou dizendo que é participar. Outra coisa é ouvir uma profissional que conhece Esportes Olímpicos muito bem e pode me dar sugestões para o Flamengo voltar a ser campeão.

Patricia Amorim foi presidente do Flamengo nos anos 2010, 2011 e 2012. Na tentativa de reeleição, acabou derrotada pela Chapa Azul, à época encabeçada por Eduardo Bandeira de Mello, mas que tinha como nomes fortes o próprio Rodolfo Landim, Luiz Eduardo Baptista, o Bap, e Wallim Vasconcellos, todos integrantes da atual Chapa Roxa.

Eleições no Flamengo - Patricia Amorim

Patricia Amorim apoiou Rodolfo Landim na campanha à presidência (Diego Maranhao/AM Press)

Fonte: Lancenet

Comentários

Jogos

Próximo jogo 4 semanas a partir de agora
Supercopa do Brasil
FlamengoFlamengo
X
Athletico PRAthletico PR
Dom 16/02 / Mané Garrincha / 11h00
Mundial de Clubes
FlamengoFlamengo
0 x 1
LiverpoolLiverpool
Últimas
+ Lidas da semana