Milionário Flamengo encara o modesto CSA para provar força do 'cofre cheio'

A nona rodada do Campeonato Brasileir o, a última antes da paralisação do calendário para a disputa da Copa América , reservou o duelo mais desigual na balança financeira: o modesto CSA receberá o milionário Flamengo , no Estádio Mané Garrincha, às 21h30 (horário de Brasília).

O time de Alagoas, que retornou à elite do futebol nacional após 31 anos , tem o menor orçamento da Série A, com cerca de R$ 40 milhões. Do outro lado, um " Flamengo ostentação ", com a maior conjectura financeira dentre os 20 clubes, tendo um orçamento de R$ 750 milhões . Vale ressaltar que a projeção orçamentária do Palmeiras de R$ 561 milhões não levava em conta o acerto com a Globo, que foi assinado apenas em maio .

O próprio local da partida é um fator que demonstra a diferença entre as realidades dos orçamentos dos dois clubes. Em busca de receita para o departamento de futebol, o CSA vendeu o mando por uma "proposta interessante", segundo o presidente Rafael Tenório - o negócio girou em torno de R$ 1,3 milhão.

"Para o bem do CSA, temos a necessidade de fazer a venda do jogo contra o Flamengo. Então, nós vamos fazer o jogo contra o Flamengo em Brasília, dia 12 de junho", disse, à época, o dirigente, que completou:

"Tudo nosso aqui é muito planejado, muito discutido. Nós sabemos os dez clubes que nós não temos condições de concorrer com eles diretamente. Nós não podemos pensar em um Flamengo, um Palmeiras , um Grêmio , um Inter , Cruzeiro , Atlético-MG ..."

A venda gerou reclamações dos torcedores alagoanos, mas foi justificada por Raimundo Tavares, presidente do Conselho Deliberativo do CSA.

"Esses recursos chegam em um momento em que o clube precisa contratar duas peças, que precisa concluir seu vestiário. Então, é uma cultura que, nós temos de reconhecer. Queremos o melhor para o CSA".

A diferença se mostra também no planejamento para a chegada de reforços. O CSA, sem muitos recursos em cofre, fez contratações por empréstimo - uma delas foi Matheus Savio, do Flamengo. O Rubro-Negro, por outro lado, foi ao mercado no início da temporada e fechou com nomes como Rodrigo Caio, Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta (que custou R$ 53,1 milhões, sendo a contratação mais cara da história do clube). Além disso, dirigentes viajaram à Europa para fechar com o lateral-direito Rafinha, anunciado recentemente, e com o técnico Jorge Jesus, apresentado na última segunda-feira.

Apesar de toda a disparidade, o volante Willian Arão pede atenção ao time, salientando as qualidades do adversário.

"O jogo com o CSA será muito difícil. No Brasileirão, não tem partida fácil. Eles têm jogadores rápidos, um meio de campo que marca muito bem. Esperamos ter o domínio do jogo e mais a bola para criarmos chances e vencer", disse.

Ficha técnica

CSA x Flamengo

Data: 12 de junho de 2019, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília
Competição: Campeonato Brasileiro
Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

CSA: Jordi; Apodi, Gerson, Leandro Souza e Carlinhos; Dawhan, Nilton, Didira e Jonatan Gómez; Maranhão e Cassiano
Técnico: Marcelo Cabo

Flamengo: César; Rodinei, Thuler (Rhodolfo), Rodrigo Caio e Renê; Piris, Willian Arão, Everton Ribeiro; Berrío (Vitinho), Bruno Henrique e Gabigol
Técnico: Marcelo Salles (Interino)

Fonte: Uol

Comentários

Jogos

Próximo jogo 3 semanas, 3 dias a partir de agora
Copa do Brasil
Athlético PRAthlético PR
X
FlamengoFlamengo
Qua 10/07 / Arena da Baixada / 21h30
Brasileirão Seria A
CSACSA
0 x 2
FlamengoFlamengo
Últimas
+ Lidas da semana