O Flamengo começa o sábado ainda sem saber se fará sua estreia no Campeonato Carioca. Como a Prefeitura de Mesquita interditou, na noite de sexta, o Estádio Giulite Coutinho, o clube agora precisa 'driblar' o veto para seguir o cronograma e encarar o Boavista às 19h30.  

Para isso, a direção rubro-negra se apoia nos documentos que disse ter entregue à Federação Carioca que garantem a realização da partida no local.

Em campo, o time até foi colocado sob pressão após as derrotas em amistosos, mas a vitória na Primeira Liga contra o Atlético-MG acalmou os ânimos antes da estreia no estadual.

Mesmo com o clube tendo problemas com a Federação Carioca, o técnico Muricy Ramalho deve colocar o que tem de melhor disponível para a partida.

Sem poder contar com o Cuéllar, Mancuello e Alan Patrick, Muricy Ramalho deve repetir a escalação que iniciou a vitória sobre o Atlético-MG, no Mineirão, pela Primeira Liga. O goleiro Paulo Victor ressaltou o desejo de estar em campo e previu dificuldade contra o Boavista, principalmente pela falta de conhecimento do adversário.

"Não escolho campeonato, quero jogar sempre. Esses times começam a trabalhar em novembro, dezembro, a gente não sabe o que vai enfrentar ainda, mas estamos preparados", disse o goleiro.

Para sair de campo com os três pontos, o Flamengo vai contar com o peruano Paolo Guerrero, que desencantou no meio de semana e marcou os dois gols na vitória sobre o Atlético-MG. A tendência é de que a equipe conte com o apoio da torcida, que deixou a desconfiança de lado.

Pelo lado do Boavista, o pensamento é de fazer um bom campeonato. A equipe da Região dos Lagos escapou por pouco do rebaixamento em 2015 e já começa esta edição do Estadual com a atenção redobrada.

"Nossa luz está amarela desde agora. No último Carioca, nós acabamos nos livrando do rebaixamento somente nas últimas rodadas. O nosso objetivo é chegar na segunda fase e eliminar o risco de rebaixamento", disse o técnico Rodrigo Beckham.

O principal jogador do elenco é o atacante Leandrão, que disputou o último Campeonato Brasileiro pelo Vasco. O jogador espera realizar um bom Estadual para voltar aos planos do técnico Jorginho na Série B.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO X BOAVISTA

Local: Estádio Giulite Coutinho, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 30 de janeiro de 2016, sábado
Hora: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro
Assistentes: Luiz Cláudio Regazone e Diogo Carvalho Silva

FLAMENGO: Paulo Victor, Rodinei, Wallace, Juan e Jorge, Márcio Araújo, William Arão, Gabriel e Everton; Emerson Sheik e Guerrero. Técnico: Muricy Ramalho

BOAVISTA: Vinícius, Nerylon, Anderson Luís, Vitor e Davi; Douglas Pedroso, Maranhão, Thiaguinho e Guilherme Costa; Matheus Paraná e Leandrão. Técnico: Rodrigo Beckham