Logo Netfla

Flamengo perde 20 mil sócios-torcedores desde quarentena e aguarda volta de jogos para definir situação

O Flamengo voltou aos treinos, se prepara para uma eventual retomada das competições, e com isso uma questão ressurge: como ficarão os sócios-torcedores? O clube perdeu cerca de 20 mil membros do programa Nação Rubro-Negra desde o início da pandemia de coronavírus, em março. Para evitar prejuízos aos membros, quer esperar a definição do calendário para saber como resolver a situação da melhor maneira.

Desde o início da quarentena, a cobrança aos sócios-torcedores segue acontecendo normalmente. Muitos se manifestaram em redes sociais buscando esclarecimentos, já que continuam pagando as mensalidades normalmente.

1 de 1 Torcida Flamengo Maracanã — Foto: André Durão/GloboEsporte.com

Torcida Flamengo Maracanã — Foto: André Durão/GloboEsporte.com

Entre as possibilidades analisadas pelo Flamengo estão a prorrogação dos planos ou até mesmo o ressarcimento, caso os campeonatos não aconteçam. Para isso, porém, é necessário esperar o calendário.

Se, em abril, o vice-presidente de Relações Externas do clube, Luis Eduardo Baptista, o Bap, prometia que seria possível entregar tudo até dezembro, agora, internamente, já se admite uma prorrogação para 2021, dependendo do que acontecer.

- Temos discutido muito o protocolo de retorno, como faremos com as datas e os campeonatos. Na Libertadores, o Flamengo tem dois times do Equador no grupo, que é o país que mais sofre na América do Sul com a pandemia. Como vamos fazer se o Equador tiver que ficar fechado até agosto ou setembro? Essa parte da confecção das tabelas, encaixar todos jogos para que aconteçam... Todas as competições vão acontecer. Os patrocinadores podem ficar tranquilos. Os sócios-torcedores podem ficar tranquilos - afirmou Bap à Fla TV.

Ainda assim, quem não deseja esperar tem como opção a via jurídica. Segundo o advogado Paulo Souza, é possível buscar a rescisão do contrato de sócio-torcedor na Justiça.

- A recomendação é entrar em contato com o Flamengo comunicando o desejo de cancelamento. Em caso de negativa, buscar através do poder judiciário. Não seria justo o sócio-torcedor estar pagando durante este período e não ter nenhum benefício. Acaba sendo uma forma de enriquecimento sem causa por parte do clube - explicou.

Paulo ressaltou, porém, que há alguns benefícios ainda disponíveis aos sócios-torcedores, como descontos em lojas parceiras. Por isso, em caso de cancelamento ou ressarcimento via Justiça, seria necessário estipular a porcentagem de benefícios que não foram utilizados. Ele acredita que a postura do Flamengo no momento, de esperar uma definição, é correta.

- Se o posicionamento parte do princípio de esperar a volta para definir a decisão que eles vão tomar, acho uma maneira correta. O flamengo está partindo da premissa de que não pode lesar os consumidores, que são os torcedores. Está esperando a decisão para readaptar o modelo do contrato do sócio-torcedor - concluiu.

Atualmente, o Flamengo tem 100.154 sócios-torcedores ativos. Em março, no início da quarentena, o número era de 120 mil sócios-torcedores. O clube tem oferecido descontos em caso de renovação, com upgrade de categoria e um mês grátis, mas não nos planos que ainda estão em vigência.

Fonte: Globo Esporte

Comentários

Jogos

Campeonato Carioca
FluminenseFluminense
- x -
FlamengoFlamengo
Últimas
+ Lidas da semana