Em busca do quarto título da Copa do Brasil, o Flamengo estreia no torneio nacional nesta quarta-feira diante do Confiança-SE, no estádio Batistão, em Aracaju, às 21h45 (de Brasília), jogo que será transmitido pela ESPN Brasil. E o confronto ocorre justamente diante de um representante da região do país que mais faz a torcida rubro-negra sorrir no futebol.  

Os jogos do Flamengo no Nordeste raramente têm públicos pequenos. São sinônimos de casa cheia, rendas "gordas" e festa dos flamenguistas da região.

Mas não é só o fator extra-campo que anima a equipe carioca.

O histórico contra as equipes nordestinas na Copa do Brasil também impressiona pela superioridade dos cariocas. Até hoje foram 32 confrontos eliminatórios, com 29 triunfos do Flamengo e apenas três eliminações.

No total, o Flamengo jogou 58 jogos, com 39 vitórias, 15 empates e quatro derrotas.

A maioria dos confrontos contra times nordestinos na Copa do Brasil ocorreu sempre na estreia do torneio. Foram dez duelos e nenhuma eliminação. Pela segunda fase foram sete encontros. Oito ocorreram nas oitavas, quatro foram nas quartas e três pelas semifinais.

Em 2011, uma curiosidade, todos os jogos do Flamengo na competição foram contra rivais do Nordeste: Murici-AL, Fortaleza, Horizonte-CE e Ceará, nas quartas, quando foi eliminado.

BOAS LEMBRANÇAS

Um dos jogos mais marcantes para o Flamengo foi contra o Náutico, na semifinal de 1990. A equipe rubro-negra venceu no Maracanã, no Rio, por 3 a 0. O time tinha Renato Gaúcho, Djalminha, Marcelinho, entre outros. Depois segurou o empate por 2 a 2, nos Aflitos, em Recife, obteve vaga na final inédita - ficaria com o título ao enfrentar o Goiás.

Em 2003 e em 2004, o Flamengo também fez as semifinais contra jogos do Nordeste e foram partidas com boa dose de sofrimento para a equipe da Gávea.

Com Júlio César, Athirson, Fabio Baiano e Edílson, o Flamengo bateu o Sport por 1 a 0 (gol de Edílson), na Ilha do Retiro, com o rival jogando até melhor. Depois segurou a equipe de Recife no Maracanã, onde empatou sem gols. Depois perdeu a taça para o Cruzeiro.

Em 2004, o Flamengo estava invicto e atropelando todos os rivais. Ao encontrar o Vitória não goleou, mas venceu os dois jogos com tranquilidade: 1 a 0, em Salvador, e 2 a 0, no Rio.

OS ÚNICOS TROPEÇOS

As eliminações também foram traumáticas. Em 1998, o Flamengo foi goleado por 5 a 0 pelo Vitória, fora de casa. Devolveu os cinco gols no Rio, mas levou dois e foi eliminado. O time da Gávea tinha Romário, Rodrigo Fabri, Palhinha e Zé Roberto.

Em 2005, o algoz nas oitavas foi o Ceará. No Morenão, onde o Flamengo resolver mandar seu jogo, o time cearense venceu por 2 a 0. No Castelão, empate por 1 a 1.

Em 2011, novamente o time de Fortaleza derrubou a equipe carioca. Vitória alvinegra no Rio por 2 a 1 e empate por 2 a 2, no Presidente Vargas. Dessa vez pelas quartas.

TITULARES EM CAMPO

No confronto desta quarta, contra o Confiança-SE, o técnico Muricy Ramalho já confirmou que usará todos os titulares. Ninguém será poupado.

Se vencer por dois gols de diferença, o time carioca conseguirá eliminar o jogo de volta (previsto para 20 de abril) e aliviar o calendário.

O time que deve jogar terá: Paulo Victor; Rodinei, Wallace, Juan e Jorge; Cuéllar, Willian Arão e Ederson; Emerson, Marcelo Cirino e Guerrero.