Logo Netfla

Desbravador da América! Conheça a saga do primeiro técnico europeu campeão da Copa Libertadores

Ao viajar com a delegação do Flamengo para Lima, o técnico Jorge Jesus se prepara para tentar alcançar o feito que só um treinador só conseguiu na Copa Libertadores. A conquista do Colo-Colo em 1991 foi conduzida por Mirko Jozic, croata que ficou marcado por mudanças de conceito e de patamar ao elevar futebol chileno ao topo da América.

– A razão fundamental pela qual o contratei está vinculada à grande campanha da Iugoslávia no título do Mundial Sub-20 (à época, a Croácia ainda estava anexada à Iugoslávia) , em 1987, realizada aqui no Chile. Eu o contratei para ajudar a potencializar os jogadores do Colo-Colo – disse o ex-presidente do clube, Peter Dragicevic, ao LANCE! .

Após ter comandado as categorias de base dos "Caciques", Jozic assumiu a equipe principal em 1990 e conquistou o campeonato chileno. A equipe chegou com a confiança redobrada para a Liberta.

– Nosso elenco tinha jogadores com forte experiência na seleção chilena e vinha com muito mais gana devido à frustração na Libertadores anterior, quando perdemos para o Vasco nos pênaltis. Jozic nos motivou ainda mais a buscar o título e isto contribuiu para que ele implementasse o seu estilo de jogo – declarou Lizardo Garrido.

'Tudo o que ele passava era absolutamente novo para nós', conta Mendoza, ex-jogador do Colo-Colo


Mendoza fala sobre as mudanças que o croata implementou.

– Era tudo absolutamente novo para nós! Jogávamos com líbero, trio de zaga e éramos muito ofensivos. Saíamos com cinco, seis quando atacávamos, e nos fechávamos com a mesma intensidade. Aprendemos muito.

Graças a Jozic, Garrido mudou de função.

– Foi uma metamorfose na minha carreira. Eu era lateral e ele me colocou para atuar como líbero. Eu tinha liberdade para sair jogando, tinha uma mobilidade em campo. Cresci muito graças à forma como ele me escalou – disse.

O ex-dirigente Peter Dragicevic é taxativo sobre o legado de Mirko Jozic:

– Deu ferramentas de conduta e desenvolvimento físico para o Colo-Colo crescer. Foi um marco, trouxe a única Libertadores para o país.

O Colo-Colo sagrou-se campeão da Copa Libertadores, ao golear o Olimpia (PAR) por 3 a 0 na final (após um empate sem gols no jogo de ida). Além disto, o título consagrou a geração que ainda tinha nomes como Pérez e Herrera. Sob o comando de Mirko Jozic, os "Caciques" ainda conquistaram a Recopa Sul-Americana de 1992 e outros dois títulos chilenos.

Agora, cabe a Jorge Jesus, português que está no comando do Flamengo, tentar neste sábado entrar para a história como mais um europeu campeão da Copa Libertadores.

'SEMELHANÇAS' ENTRE MIRKO JOZIC E JORGE JESUS

Enquanto Jorge Jesus ainda luta para conquistar a Copa Libertadores no comando do Flamengo, o lateral Mendoza destaca que o português tem pontos em comum com Mirko Jozic. O campeão continental pelo Colo-Colo exalta que o croata também se mostrava muito impetuoso, e tece elogios ao técnico rubro-negro.

– É nítida a maneira como procuram um estilo de jogo vertiginoso. Além disto, há uma exigência muito grande para que cada jogador faça seu melhor em campo, se imponha, se supere, jogue de maneira ofensiva. Mirko foi crucial para nos desenvolvermos como equipe e certamente Jorge Jesus traz esta questão como um grande trunfo para o atual elenco do Flamengo, que tem bastante qualidade – afirmou.

Aos olhos do ex-jogador (que tem em seu currículo uma passagem pelo São Paulo), o Rubro-Negro ainda contou com uma vantagem a mais do que os Caciques neste desafio para compreender o padrão de jogo vindo do futebol europeu.

– Foi um casamento perfeito, pois Jorge Jesus é português, não há barreira da língua, né?! Por mais que Mirko Jozic já tivesse trabalhado aqui no Chile antes e disputado um Mundial Sub-20 aqui pela Iugoslávia, no início tínhamos algumas dificuldades de lidar com o idioma com ele – disse.

AS LEMBRANÇAS DEIXADAS POR MIRKO EM SOLO CHILENO

Com a palavra

'Ele respira 200% futebol!'

MENDOZA
Ex-jogador do Colo-Colo



Mirko Jozic sempre se notabilizou por ser um técnico que respira 200% futebol. Ele lutou muito até que nós entendêssemos o quanto seu estilo de jogo vertiginoso, buscando investidas pelos lados, fosse compreendido por nós.


Enquanto outros técnicos se preocupavam apenas com parte técnica, ele trazia novas filosofias de jogo. Jozic buscava a postura imponente, e contou com um elenco ávido para vencer, se impor sempre em campo.

Com a palavra

'Um técnico veemente em seus ideais'

LIZARDO GARRIDO
Ex-jogador do Colo-Colo



A princípio, foi complexo lidar com a barreira da língua. Mirko Jozic chegou a usar um intérprete. Mas, aos poucos, fomos entendendo o que o técnico queria passar e compreendemos o quanto ele era veemente em seus ideais.

Mirko foi incansável ao fazer treinamentos para que a gente se adaptasse à formação que ele pensou, fez uma série de modificações... Sou grato por ele ter me confiado a função de líbero neste período tão vitorioso do time.

Mirko Jozic

Trabalho intenso, formação inovadoras e consagrar uma geração: assim foi o ciclo de Jozic nos Caciques (AFP)

Fonte: Lancenet

Comentários

Jogos

Brasileirão - Série A
SantosSantos
4 x 0
FlamengoFlamengo
Últimas
+ Lidas da semana