Logo Netfla

D. Baggio FC: atacante do Fla retorna ao Arruda e faz família virar casaca

Douglas Baggio, aos 20 anos, vive fase de afirmação no Flamengo (Foto: flamengo, douglas baggio)Douglas Baggio, aos 20 anos, vive fase de afirmação no Flamengo (Foto: flamengo, douglas baggio)

Foi difícil para Douglas Baggio falar sério. Garoto de 20 anos - completa 21 dia 2 de fevereiro -, ele era assediado por Jorge e Jajá, outras duas revelações rubro-negras incorporadas ao elenco principal. Entre gozações dos companheiros e autógrafos e fotos para a criançada da base do Náutico, na saída do centro de treinamento, o atacante do Flamengo lembrou dele próprio no início de carreira em Pernambuco. Natural de Recife - a família ainda mora em Ibura, um bairro da capital -, o jovem atacante jogou sete anos futebol de salão no tricolor pernambucano e recordou dos tempos que o falecido pai o levava para ver o Santa quando era criança.

- Fui muito ao Arruda com meu pai. Ele sempre me levava. Era tricolor doente. Ia de gorro e ficava correndo na arquibancada - lembra, saudoso, Douglas, que não tem dúvida de que o fanatismo da família pelo tricolor de Pernambuco vai cessar por 90 minutos - Todo mundo é Santa Cruz, mas vão torcer por mim amanhã, com certeza.

Na família toda, apenas a mãe não é Santa Cruz - é torcedora do rival Sport. Mas neste domingo, é claro, a vontade e a torcida são de ver Douglas em campo. Em definitivo no profissional neste ano, o pernambucano fez apenas um jogo oficial até hoje - no estadual de 2014, na vitória por 2 a 0 sobre o Bangu. Além desta partida, atuou em três amistosos e fez um gol - contra a Desportiva Ferroviária, em Cariacica, no ano passado.

O início da trajetória do jogador, que teve contrato recentemente renovado até julho de 2017, no profissional, aliás, por pouco não o levou de volta ao Arruda. Em mais de uma oportunidade, o time pernambucano procurou a diretoria rubro-negra para tentar empréstimo do promissor atacante. Mas a ideia de Baggio é, pelas beiradas, ganhar espaço e se firmar na reserva de Guerrero - a lesão de Kayke, que perde a pré-temporada, de certa forma o ajudou neste sentido.

- Ano passado tive experiência de estar com o grupo, viajar, treinar, ficar no banco. E é claro que tenho ansiedade de jogar, mas é com o chefe, Muricy é quem decide quando for a hora de eu entrar. Estou trabalhando muito para que 2016 seja especial, para que possa ajudar o Flamengo com gols. É o meu sonho estar no profissional. Na hora certa vai acontecer (de jogar) - diz ele.

Aos risos, Jorge tenta desconcentrar Baggio em entrevista coletiva (Foto: Raphael Zarko)Aos risos, lateral Jorge tenta desconcentrar o amigo durante entrevista coletiva no CT do Náutico (Foto: Raphael Zarko)

Revelação da Copinha no ano passado ao lado dos amigos Jorge e Jajá, Douglas foi artilheiro do Flamengo na disputa do torneio de base no ano passado. Na segunda-feira, ele vai torcer pela garotada vencer o Corinthians na decisão do Pacaembu. Nos últimos dias, mandou incentivo e trocou mensagens com os amigos.

- Li a postagem do Leo Duarte, do Matheus Sávio, eles dizendo que estão sonhando com esse momento. É a competição mais importante da base. Espero que consigam vencer. Ano passado, infelizmente acabamos eliminados nos pênaltis, mas fizemos uma boa campanha - avalia Douglas Baggio, lembrando do empate sem gols contra o Atlético-MG na Copinha de 2015.

Fonte: Globo Esporte

Comentários

Jogos

Brasileirão - Série A
FlamengoFlamengo
- x -
Atlético MGAtlético MG
Últimas
+ Lidas da semana