Logo Netfla

Barba, cabelo e bigode: Diego volta a fazer gol, a dar assistência e a jogar 90 minutos pelo Flamengo

Diego comemora o seu 39º gol com a camisa do Flamengo — Foto: André Durão

Diego comemora o seu 39º gol com a camisa do Flamengo — Foto: André Durão

O mistão do Flamengo goleou o Avaí por 6 a 1 e brindou a torcida. Mas ninguém aproveitou tanto o último jogo no Maracanã em 2019 como Diego. Se o elenco, para pagar promessa da Libertadores, mudou o visual com penteados descoloridos, o camisa 10 rubro-negro fez não só o cabelo, como também "barba e bigode" na partida: o pacote completo contou com fim do jejum de gol, assistência e de atuar 90 minutos.

Diego chegou a 39 gols em 161 jogos com a camisa do Flamengo e está no Top 10 dos maiores goleadores do clube no século XXI. No atual elenco, o meia só fica atrás de Gabigol, que já foi às redes 43 vezes.

Foi um sentimento de alívio após ter vivido o pior momento da carreira em julho, quando fraturou o tornozelo esquerdo e precisou passa por cirurgia . Diego chegou a ficar com receio de não jogar mais em 2019, mas voltou a campo no fim de outubro, após uma rápida recuperação. Vivendo etapas desde então, o meia fez as pazes com as redes com um golaço após oito meses sem marcar:

– Realmente é maravilhoso. O gol é o ápice do futebol, e quando isso acontece é um alívio, uma alegria sensacional. Eu tenho vivido etapas depois dessa minha lesão, e faltava essa, que era fazer o gol. Hoje saiu, um belo gol, pude ajudar meus companheiros em mais uma vitória e saio daqui ainda mais feliz - – vibrou Diego na saída do Maracanã.

Mas além de voltar a marcar, Diego também encerrou o jejum de assistências ao tabelar para Reinier estufar a rede (veja no vídeo acima) . O camisa 10, que chegou a cinco passes para gols na temporada, tinha servido um companheiro pela última vez com Vitinho, na final do Carioca contra o Vasco.

Observação: apesar de o meia ter tido participação direta no gol do título da Libertadores, o lançamento não é considerado assistência pois houve uma falha técnica de Pinola, que cortou errado e a bola.

Para fechar a noite com chave de ouro, Diego ainda ficou em campo até acabar o jogo e voltou a atuar os 90 minutos depois da lesão. Sua última partida completa havia sido no empate por 1 a 1 com o Corinthians em julho, na Arena Corinthians. Ganhando mais ritmo e confiança, o camisa 10 sabe que pode ser útil ao time no Mundial de Clubes e usa o fim do Brasileiro de preparação:

– Acredito que estamos vivendo esse momento de preparação também para um grande objetivo. Quanto melhor nós jogarmos esses últimos jogos do Campeonato Brasileiro, melhores e mais preparados chegaremos no Mundial. Essa é a nossa ideia. A equipe, como o Mister falou e eu concordo, tem ainda alguns detalhes para evoluir. Queremos estar o mais próximo possível da perfeição, com e sem a bola.

Os jogadores do Flamengo se reapresentam na tarde desta sexta-feira no Ninho do Urubu, e Jorge Jesus terá dois treinos para preparar a equipe para a última rodada do Campeonato Brasileiro. Campeão, o Rubro-Negro fecha a Série A no domingo, às 16h (de Brasília), contra o Santos na Vila Belmiro.

Fonte: Globo Esporte

Comentários

Jogos

Próximo jogo 4 semanas, 1 dia a partir de agora
Supercopa do Brasil
FlamengoFlamengo
X
Athletico PRAthletico PR
Dom 16/02 / Mané Garrincha / 11h00
Mundial de Clubes
FlamengoFlamengo
0 x 1
LiverpoolLiverpool
Últimas
+ Lidas da semana