A CBF divulgou nesta terça-feira os valores das premiações a serem distribuídos aos clubes de acordo com o desempenho de cada um na atual edição do Campeonato Brasileiro. Em comparação às quantias de 2015, um dado chama atenção: o aumento percentual ao campeão foi menor em relação ao que será entregue para o 16ª colocado, o primeiro time fora da zona de rebaixamento.

Em 2015, o Corinthians faturou R$ 10 milhões pelo título, enquanto que o vencedor em 2016 irá ganhar R$ 17 milhões, o que representa um crescimento de 70%.

Já em relação ao 16º da última temporada, o Figueirense ganhou R$ 350 mil; o time que terminar na mesma posição na atual campanha, por sua vez, irá faturar R$ 700 mil, o que representa um aumento de 100%.

As premiações terão um valor de R$ 60 milhões, que é 67,6% maior que os R$35,8 milhões distribuídos pelo Brasileirão de 2015. O dinheiro é desembolsado pela TV Globo, que detém os direitos de transmissão da competição.

A quatro rodadas para o fim, a Série A é liderada pelo Palmeiras, que tem 70 pontos, seis a mais do que o Santos.