Willian Arão absolve Wallace e pede 'trabalho' para o Flamengo vencer o Macaé

(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)
Camisa 5 deu o passe para o gol de Guerrero (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Depois da euforia com a vitória sobre o Atlético-MG, o Flamengo vive o clima ruim do primeiro tropeço. Diante do Boavista, o Rubro-Negro ficou no 1 a 1 após tomar o gol de empate no final do segundo tempo. O envolvido no lance foi o zagueiro Wallace, que já não conta com muito crédito com a torcida, mas foi defendido pelo companheiro Willian Arão.

“Ele é o capitão, um jogador experiente. Estive com ele no Corinthians. Não só eu, mas o time todo vai dar o apoio para ele. Todo jogador já passou por isso em algum momento. A única forma de mudar isso é com trabalho. Tem que trabalhar, não só ele, mas como todo nós, para conseguirmos a vitória na próxima partida”.

O volante também analisou a partida e lamentou o deslize que terminou com o gol do centroavante Leandrão, de cabeça. O camisa 5, no entanto, disse que o clube da Gávea estudou o adversário e sabia dos pontos fortes.

“A gente teve chance de fazer o gol ainda no segundo tempo. A gente sabia que a jogada do time deles era essa bola na área para o Leandrão. Mas não marcamos, demos bobeira e tomamos o gol. A gente tinha que ter aproveitado melhor as chances, feito gols e matado o jogo”.

A cobertura completa de tudo sobre o futebol brasileiro você confere nos Canais Esporte Interativo

Fla tem elenco para brigar?

Fonte: Esporte Interativo
)