Rio - Após a vitória do Flamengo por 4 a 0 sobre o Bolívar , Marcos Braz conversou com os jornalistas na zona mista do Maracanã e lamentou a morte de Washington Rodrigues, o Apolinho . O dirigente não poupou elogios ao falar do jornalista e garantiu que o clube homenageará o comunicador, que era rubro-negro de coração.
"Conhecia ele, conheço a família inteira. Um cara sensacional, rubro-negro apaixonado, mas correto em suas análises. Muito apaixonado, mas sempre imparcial. Tomara que ele tenha uma passagem maravilhosa e que a família esteja confortável. Tive o privilégio de conhecê-lo. Um cara diferente. Com certeza vai homenagear", disse Marcos Braz.
O Flamengo, aliás, já se manifestou nas redes sociais para prestar uma primeira homenagem ao jornalista . Lenda do rádio, Apolinho treinou o Flamengo em 1995. Três anos depois, voltou ao clube como dirigente.
O jornalista estava internado no Hospital Samaritano na Barra da Tijuca para tratar de um câncer. Ainda não há informações sobre o velório e o sepultamento.