Rio - Ex-técnico do Flamengo, Vítor Pereira desabafou sobre sua passagem conturbada pelo clube carioca. Em entrevista ao jornal "Marca", da Espanha, o treinador apontou o calendário apertado do futebol brasileiro como um dos motivos para ter perdido os quatro títulos que disputou com o Rubro-Negro e sequer ter chego à final do Mundial de Clubes, contra o Real Madrid.
"O objetivo era jogar contra o Real, mas não foi possível. Cheguei ao Flamengo e comecei a disputar títulos sem treinar. Em dois meses estávamos disputando quatro títulos. No Brasil o grande problema é que as viagens são muito longas, as diferenças de temperatura são enormes, há muitas competições. E você tem pouco tempo para treinar. É preciso disso para implementar minha maneira de jogar. No Flamengo não tive tempo. No Corinthians, por outro lado, acho que fizemos um ótimo trabalho", disse Vítor.
Demitido pelo Flamengo após três meses no cargo, treinador reforçou suas críticas ao futebol brasileiro, afirmando que "não há projetos" no país e a demissão dos treinadores pode acontecer a qualquer momento.
"No Brasil existem bons treinadores locais, mas eles procuram adaptar os processos táticos da formação europeia à incrível qualidade técnica do futebolista local. Além disso, no caso dos treinadores portugueses, ajuda que a língua seja a mesma. O ruim é que no Brasil não há projetos. Você vive esperando o que acontece no próximo jogo", afirmou.
Vítor Pereira está sem clube desde que deixou o Flamengo, em abril. Nos últimos meses, o treinador chegou a ter seu nome especulado para assumir o Almería ou o Sevilla, mas as conversas com os clubes espanhóis não avançaram.