A chegada de Matias Viña aumenta para quatro o número de representantes da seleção do Uruguai no elenco do Flamengo. Na expectativa para jogar o quanto antes no Maracanã e ter contato com a torcida rubro-negra, o lateral-esquerdo conta com os compatriotas Arrascaeta, Varela e De La Cruz para acelerar o processo de adaptação ao novo clube.
"Fui muito bem recebido, conheço Varela, Giorgian e Nico. Isso é mais fácil para se adaptar. Alguns já enfrentei, mas no dia a dia vou conhecer mais meus companheiros. A adaptação vai ser rápida com eles, acho que vai ser muito tranquilo", afirmou Viña à FlaTV.
Arrascaeta, aliás, foi importante para convencê-lo a aceitar deixar a Europa e retornar ao futebol brasileiro, onde jogou pelo Palmeiras.
"Ele me convenceu muito, todo dia falando com ele, perguntando para mim 'quando vai vir?'. Agora estou aqui, feliz e é só treinar para estar pronto para jogar. Agora sou mengão, estamos juntos, Nação", brincou.
A passagem pelo agora rival, inclusive, faz o uruguaio aumentar ainda mais sua vontade de jogar no Maracanã, agora com a torcida do Flamengo a seu favor. Ele admite que era difícil jogar contra .
"Quando estava do outro lado era f... Não peguei muito jogo com torcida (época dos estádio sem torcida por causa da covid-19), mas também assistia a jogos e falava com Giorgian (Arrascaeta). Agora estou aqui, feliz, esperando a hora para estar no Maracanã com a torcida do Mengão", disse.
Após se juntar ao grupo na quinta-feira (25), quando desembarcou nos Estados Unidos, o uruguaio fez o primeiro treino no Flamengo nesta sexta .
"Muito feliz de estar aqui, vestindo essa camisa. Agora estou esperando pegar o carinho da torcida no Maracanã, acho que vai ser um momento muito lindo".