Rio - A crise no Flamengo ganhou um novo capítulo. Cerca de 80 torcedores protestaram contra a má fase do time na manhã desta sexta-feira (10), no CT do Ninho do Urubu. Os jogadores foram cobrados na chegada ao centro de treinamento e apenas o meia uruguaio De La Cruz foi "aliviado".
O grupo levou faixas com frases pedindo a saída do presidente Rodolfo Landim, do vice-presidente Marcos Braz e do técnico Tite. Jogadores como o lateral-esquerdo Viña e os meias Arrascaeta e Gerson foram cobrados. Um carro chegou a ser alvejado com ovo e pipoca.
A segurança foi reforçada na entrada do CT do Ninho do Urubu desde a última quinta-feira (9). Esse foi o segundo protesto de torcedores após a derrota diante do Palestino por 1 a 0, no Chile, na terça (7). A delegação do Flamengo foi cobrada no desembarque no Rio de Janeiro.
O Flamengo é o terceiro colocado do Grupo E da Libertadores com quatro pontos e encerra a participação na fase de grupos com dois jogos em casa. Já no Brasileirão, o Rubro-Negro é o sétimo colocado. O time comandado por Tite volta a campo contra o Corinthians, sábado (11), às 16h, no Maracanã.