Rio - Novo treinador do Flamengo, Tite foi apresentado na tarde desta segunda-feira, no Ninho do Urubu. Ao lado de dirigentes rubro-negros, o técnico reafirmou que o principal objetivo do clube carioca nesta temporada é a classificação para a Libertadores, e apontou o título brasileiro como um sonho.
"A perspectiva de título é matemática e é sonho. Nós temos a realidade. Tem o risco porque são nove equipes com possibilidade de classificação. Para o projeto de 2024, era importante conhecer todos os atletas e estar trabalhando agora. Foi esse ajuste que aconteceu dentro do projeto inicial. Foi uma percepção da grandeza do Flamengo e do meu objetivo particular de trabalho", disse.
Tite também afirmou que poderá utilizar Gabigol e Pedro juntos. Ao lembrar da convocação para a Copa do Mundo de 2022, o treinador disse que os dois não concorreram como jogadores que executam a mesma função.
"Eu conversei com o Gabi. Coloquei que eles concorreram a ir para a Copa. Foi papo reto, sem filtro. Mas eles (Pedro e Gabigol) não concorreram pelas mesmas características. Um disputava como pivô e o outro como jogador de movimentação. Inclusive por isso eles podem atuar junto, dentro do ponto de equilíbrio que a equipe precisa ter", afirmou.
Tite respondeu também o motivo pelo qual mudou de ideia e voltou a trabalhar em 2023. Antes, o técnico afirmou que só voltaria a assumir um clube no ano que vem.
"Eu prefiro colocar um ajuste de datas. O objetivo de 2024 foi a premissa do interesse do clube, da minha forma também, para 2024. O Braz perguntou como a gente podia ajustar os meus objetivos profissionais e o projeto do Flamengo. O projeto pesou mais forte para o ajuste de datas. É uma situação que traz risco e benefícios. O objetivo real é a classificação direta para a Libertadores", finalizou.