Rio - O Flamengo saiu na frente e encaminhou o título do Campeonato Carioca, ao vencer o Nova Iguaçu por 3 a 0, neste domingo (30), no Maracanã, pelo primeiro jogo da final do estadual . O técnico Tite reconheceu a boa vantagem que sua equipe construiu, mas fez alerta admitindo que ainda não tem nada decidido e que não irá poupar na segunda partida.
"Não (vou poupar). Eu aprendi na vida que, sempre, o próximo passo é o mais importante. E isso me fortalece numa coincidência, se eu ficar olhando por cima da situação. Estou falando de coração aberto.", afirmou Tite.
O treinador rasgou elogios a Carlos Vitor, técnico do Nova Iguaçu, assumindo que o comandante do time da Baixada realiza um trabalho "muito superior" ao seu pela diferença de investimento e estrutura entre as duas equipes.
"O Carlos está muito de parabéns, mas não pouco, é muito. Falei pra ele pessoalmente, falo de forma pública. A qualidade da equipe da Nova Iguaçu não é o acaso. Tem trabalho, talvez, muito superior ao meu. Porque ele não tem todo o aparato que o Flamengo me proporciona. E ele, sem todas essas condições, ele consegue fazer uma campanha exemplar. Então, eles tinham perdido um jogo, mas está nada decidido. É uma vantagem, sim, considerável, sim. Mas nós temos consciência, até porque o Flamengo e o César (Sampaio) aqui, nós também já iniciamos a nossa carreira e o Carlos, e sabemos dar valor a isso.", disse.
Com as duas mãos na taça após vencer o jogo de ida por 3 a 0, o Flamengo pode perder para o Nova Iguaçu no próximo domingo (7) por até dois gols de diferença que será campeão carioca. Se o clube da Baixada devolver os três gols de saldo, a decisão irá para os pênaltis.
Outros assuntos da coletiva
Situação de Gabigol
"O que eu posso fazer agora é ser solidário a ele. Mandei mensagem a ele, a gente quer ele o mais rápido possível de volta, mas quer também que essa situação no aspecto jurídico e direitivo que ela seja resolvida. A situação tem as suas particularidades jurídicas no caso, que está sendo analisado. Enquanto departamento técnico, a gente está com ele, os profissionais estão acompanhando, fazendo treino específico dentro da base das leis. Pois tem uma situação legal. A gente está realizando esse aporte importante para que, pós-julgamento, a gente tenha ele de volta. Queremos ele de volta, se assim o julgamento determinar."
Chegada de Carlinhos
(César Sampaio): "O Bruno (Spindel, diretor de futebol) salientou que falta o exame médico ainda, ele tem mais uma semana de Nova Iguaçu. É um destaque da competição, sabíamos da necessidade do jogador. Ele chama muita atenção não só pelos gols, então parabenizo a diretoria pelo processo de tomar a iniciativa de fechar, porque a gente sabe como são as negociações. Muitas vezes são horas, minutos, que você acaba perdendo oportunidades importantes. Mas a gente se reserva no direito de falar do Carlinhos do Flamengo na próxima semana. Até por uma questão ética, ele tem uma semana de Nova Iguaçu e a gente respeita. Depois, esperamos de braços abertos aqui."