Tite escolheu Arrascaeta para ser o capitão do Flamengo no empate em 1 a 1 com o Orlando City, ao contrário dos dois primeiros jogos do time principal, quando Gerson assumiu a responsabilidade. Essa não é a primeira vez que o treinador define o meia uruguaio para receber a faixa e explicou o motivo
"É um dos exemplos de liderança e de capitania, porque seus comportamentos são assim. Ele pouco fala, mas quando fala é ouvido. Tem respeito. Em algum momento a adversidade acontece e tem alguém para ajudar. O grupo abraça os jovens. Quando a gente agrega a gente sente mais confiante e, assim, produz mais e fica mais perto de vencer", explicou Tite.
O treinador tem o hábito de apostar no rodízio de capitães nas equipes onde trabalha , para dividir a liderança entre os jogadores. Foi assim no início de trabalho no Flamengo, em 2023, quando um dos escolhidos foi Arrascaeta, e também na seleção brasileira.
A tendência é que ele mantenha o rodízio ao longo da temporada , mas com alguns jogadores como os principais capitães para jogos importantes ou finais.