Rio - O técnico Tite disse que o estado do gramado do Maracanã é inadmissível. A declaração do treinador foi dada neste sábado, 10, após a vitória do Flamengo sobre o Volta Redonda por 3 a 0 , em jogo atrasado da terceira rodada da Taça Guanabara.
Durante a entrevista coletiva, o treinador também afirmou que o estado do campo prejudicou o Volta Redonda. Ele citou o lance do pênalti a favor do Flamengo e destacou que o atleta do Voltaço perdeu a bola dentro da área por causa do estado do campo.
"É inadmissível, é inadmissível o Maracanã ter esse gramado. Não sei quem é o responsável, estou falando o diagnóstico, é inadmissível. Prejudicou o Volta Redonda. O pênalti aconteceu porque o gramado prejudicou o jogador do Volta Redonda, e deu pênalti. Não dá para ter um campo assim, não dá", ressaltou Tite.
Vale destacar que não é a primeira vez que o gramado do Maracanã recebe críticas nesta semana. Após o empate sem gols com o Flamengo, o auxiliar Emiliano Díaz, do Vasco, ficou na bronca com a condição do campo.
"Jogar esse tipo de Flamengo x Vasco em um gramado assim, em um dos templos mundiais do futebol... Tem que ser um tapete, é o Maracanã. É inacreditável que o campo esteja assim porque prejudica os dois times. Precisamos jogar contra o rival e contra o gramado. É muito difícil", criticou Emiliano.
Os posicionamentos vai ao encontro de Fernando Diniz. Após a vitória sobre o Sampaio Corrêa, o técnico do Fluminense também criticou a situação do campo.
"Está muito ruim por se tratar de um gramado de um dos maiores estádios do mundo. O gramado teve que se dividir no final de ano quando paramos para recuperar. Ele foi usado para outros fins. O gramado está muito ruim daquilo que era para estar".
O Maracanã ficou fechado durante todo o mês de janeiro para a recuperação do gramado. Em dezembro, o estádio recebeu shows e o Jogo das Estrelas, última partida disputada, em 27 de dezembro