O presidente do Sport, João Humberto Martorelli, promete manter viva a memória do ex-atacante Leonardo, falecido nesta terça-feira, após complicações decorrentes de uma neurocisticercose, doença que ataca o sistema neurológico provocada pelo ingestão de alimentos indevidamente preparados. Ele estava internado desde o dia 3 de fevereiro, no Recife.

Martorelli decretou luto oficial de três dias, com bandeira a meio mastro.

O velório do terceiro maior artilheiro da história do clube, com 136 gols, é realizado na sede rubro-negra nesta noite.

Ainda estão sendo cogitadas outras ações, como a entrada do time da Ilha do Retiro em seu próximo compromisso, contra o River-PI, pela Copa do Nordeste, com todos os jogadores carregando o nome de Leonardo nas costas.

"Lamentamos muito o desaparecimento precoce de Leonardo, um dos maiores ídolos da história rubro-negra. O Sport cultivará a trajetória e a memória de Leonardo dentro do Sport", disse Martotelli, em entrevista ao Diário de Pernambuco.

O ex-camisa 10 conquistou ainda nove títulos com a equipe pernambucana.