São Paulo e Fla se enfrentam em duelo de 'montanha-russa' x regularidade

O São Paulo joga neste sábado (6), pelo Campeonato Brasileiro , com a necessidade de voltar a vencer no torneio. Pela frente, a equipe de Rogério Ceni terá um terá pela frente Flamengo que apresenta tudo o que o clube paulista deseja ter: regularidade, elenco e vitórias. O jogo acontece às 20h30 (de Brasília), no Morumbi.

O sentimento no Tricolor paulista é de urgência. Depois de um início de Brasileiro com boas atuações, as lesões e os avanços na Sul-Americana e na Copa do Brasil fizeram com que o time tivesse uma queda de rendimento que tem preocupado Ceni.

Pelo Brasileiro, a equipe não vence há cinco jogos. Se considerarmos as últimas dez partidas pelo Brasileirão, o retrospecto de apenas duas vitórias, três derrotas e cinco empates indica que o clube terá dificuldades para se aproximar do G4, o que lhe garantiria vaga na fase de grupos da Libertadores em 2023, objetivo traçado por Rogério para esta temporada.

"Nós estamos tentando ganhar o próximo jogo. Sempre falei que a prioridade era o Campeonato Brasileiro. Chegou um momento em que tivemos que repetir muitos jogadores. E as lesões de tornozelo, lesões por trauma, se tornaram lesões musculares pela repetição de muitos jogadores. Se eu colocar daqui a 60 horas os mesmos jogadores para jogar contra o Flamengo, o Atlético-GO fez isso, ganhou do Corinthians e repetiu os jogadores no Maracanã [e perdeu por 4 a 1]. Temos de ter energia. E é isso que vamos tentar fazer para esse jogo", analisou o comandante tricolor depois da vitória sobre o Ceará, pela Copa Sul-Americana.

Nos últimos 30 pontos disputados pelo São Paulo no Nacional, a equipe conquistou 11. Foram apenas duas vitórias no período - contra o América-MG, por 1 a 0, no Morumbi, e diante do Atlético-GO, por 2 a 1, fora de casa. Além disso, empatou cinco vezes, e foi derrotado por Botafogo, Palmeiras e, mais recentemente, Athletico-PR.

O baixo aproveitamento, de pouco mais de 36% dos pontos, preocupa ainda mais quando o time olha a tabela dos próximos confrontos. Depois do Flamengo, tem o Red Bull Bragantino, em casa, e o Santos, fora. Entre os duelos do Brasileirão, ainda decide as vagas na Sul-Americana e Copa do Brasil diante de Ceará e América-MG, respectivamente. Nas copas, o desempenho vai além do satisfatório. Pela Copa do Brasil, eliminou o Palmeiras na casa do rival e abriu vantagem contra o América-MG ao vencer o jogo de ida por 1 a 0 no Morumbi. Já na Sul-Americana, novo 1 a 0, agora diante do Ceará, o que permite que a equipe possa empatar nas duas competições que avança para a semifinal.

Embora tenha saído de campo derrotado apenas quatro vezes nas 20 partidas que fez até aqui no Brasileirão, uma dessas derrotas foi contra o Flamengo. No primeiro turno, fora de casa, o Tricolor foi presa fácil para a equipe carioca e perdeu por 3 a 1. O rubro-negro, inclusive, vem de quatro triunfos seguidos.

Ceni demonstrou insatisfação com o rendimento da equipe. Recentemente, o treinador apontou que, para brigar pela vaga na Libertadores, teria de ter feito pelo menos 30 pontos no primeiro turno. Atualmente, a equipe tem 26 pontos e está mais próximo da zona de rebaixamento (seis pontos) do que do G4 (oito).

"Não podemos abrir mão do Brasileiro. O Brasileiro é o que mantém todos. Ninguém quer brigar por rebaixamento. E temos uma sequência muito difícil. São dois jogos difíceis, contra Red Bull, que só joga uma competição, e o Flamengo, que tem três times", afirmou Ceni.

Com partidas decisivas no meio da próxima semana — o Tricolor pela Sul-Americana e o Flamengo, pela Libertadores —, os dois treinadores vão poupar seus principais jogadores. O São Paulo poderá ter o retorno de Reinaldo e Patrick. Já o Flamengo deve manter a mesma equipe que goleou o Atlético-GO na rodada passada.

Depois de início turbulento, Fla só tem crescido

Dorival Júnior precisou de pouco mais de 50 dias para 'arrumar a casa' no Flamengo. O elenco multicampeão vivia meses de oscilação sob o comando de Paulo Sousa, que acabou demitido em junho após derrota para o Red Bull Bragantino.

Contratado quase 24 horas depois, o novo técnico assumiu sem ao menos treinar a equipe e perdeu para o Internacional no Beira-Rio. De lá para cá, Dorival mudou os bastidores, fez o elenco reencontrar a boa fase e traça caminhos para a temporada.

A estratégia do técnico é trazer a confiança de todos os jogadores do elenco. Foram muitas conversas individuais e coletivas até que os resultados fossem vistos em campo.

São 70% de aproveitamento no período de 16 jogos, em meio a uma rodagem no elenco. No time dito como titular, Dorival cumpriu o desejo antigo e tornou realidade a dupla entre Gabi e Pedro no ataque. Na zaga, o improvável Léo Pereira se consolidou ao lado de David Luiz .

As boas atuações trazem de volta um Flamengo que parecia perdido. Agora, o Rubro-Negro está nas quartas da Copa do Brasil e da Libertadores, além de ensaiar uma reação no Brasileirão e, inclusive, pode chegar ao G4 já nesta rodada.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO x FLAMENGO

Competição: Campeonato Brasileiro - 21ª rodada
Data e horário: 6 de agosto de 2022 (sábado), às 20h30 (de Brasília)
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (FIFA / SC) e Alex dos Santos (SC)
VAR: Adriano Milczvski (PR)

SÃO PAULO: Felipe Alves; Rafinha, Diego Costa e Léo; Moreira, Pablo Maia, Talles Costa, Galoppo e Reinaldo; Patrick e Calleri. Técnico: Rogério Ceni.

FLAMENGO: Santos; Matheuzinho, Fabrício Bruno, Pablo e Ayrton Lucas; Diego, Vidal e Victor Hugo; Lázaro, Marinho e Everton Cebolinha. Técnico: Dorival Júnior.

Imagem: Pedro Martins/UOL

Fonte: Uol
)