Rio - O técnico Jorge Sampaoli se apresentou normalmente na tarde desta terça-feira (26), no CT Ninho do Urubu, na reapresentação do Flamengo. Após o vice na Copa do Brasil diante do São Paulo, a pressão sobre a demissão do treinador argentino aumentou, mas ele apareceu para comandar a atividade com o elenco.
Sampaoli chegou duas horas antes dos jogadores. Em meio a iminente demissão, o treinador comandará a atividade normalmente. Contratado em abril, o argentino foi eliminado nas oitavas de final da Libertadores, vice da Copa do Brasil e deixou o time, por enquanto, fora do G-6 do Brasileirão.
Em 39 jogos no comando do Flamengo, Sampaoli tem 60,6% de aproveitamento. Além da falta de títulos, a passagem do treinador ficou marcada por problemas extracampo, como a agressão do ex-preparador físico Pablo Hernández em Pedro, e um relacionamento ruim com os jogadores.
Sampaoli tem contrato com o Flamengo até dezembro de 2024. A multa rescisória está avaliada em R$ 15 milhões. Internamente, o nome favorito da diretoria para assumir o lugar do argentino em caso de demissão é de Tite, que está livre desde que deixou a seleção brasileira após a Copa do Mundo de 2022.
Após o vice na Copa do Brasil, o Flamengo volta a campo no próximo sábado (30), às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela 25ª rodada do Brasileirão. Não está descartada a possibilidade de Sampaoli comandar o time nesta partida, mas a demissão é vista como questão de tempo nos bastidores.