Rio - A temporada de 2019 estará sempre marcada nos corações dos torcedores do Flamengo. Além do título da Libertadores, o Rubro-Negro conquistou o Brasileirão com 92 pontos, um recorde na era dos pontos corridos com 20 clubes. Ao analisar aquele ano fantástico, o zagueiro Rodrigo Caio, de 30 anos, reforçou o protagonismo do treinador Jorge Jesus.
"Com toda certeza, sem ele não seria possível. Não seria possível. Eu digo que você precisa ter um líder. Precisa de uma referência, um cara que tem que seguir. Do que adianta ter uma Ferrari e não ter alguém para pilotar a Ferrari. A gente tinha uma Ferrari. A gente acreditou muito no trabalho dele desde o começo, eu não conhecia", disse em entrevista ao programa "Bola da Vez", da ESPN.
O defensor, que está sem clube desde que deixou o Flamengo, no fim de 2023, afirmou que o português foi o melhor treinador com quem trabalhou.
"Por mais que você tenha um timaço de uma qualidade muito grande, você tem um treinador fora da realidade, como sempre falo que ele foi o melhor que eu tive, até você encaixar, colocar as peças nos seus devidos lugares", concluiu.