Rodrigo Caio no treino do Flamengo - Marcelo Cortes/Flamengo

Rodrigo Caio no treino do Flamengo Marcelo Cortes/Flamengo

Rio - Com cinco derrotas nos últimos seis jogos, o Flamengo vive seu pior momento na temporada. Apesar do cenário turbulento, o zagueiro Rodrigo Caio, que vive a maior crise do clube desde que chegou à Gávea, em 2019, acredita que o Rubro-Negro ainda pode dar a volta por cima no restante do ano.
"A experiência de todos os jogadores faz muita diferença. Todo mundo aqui já passou por essa situação, aqui ou em outro clube. Jogadores que têm seis ou oito anos de casa já passaram por isso. Nunca tinha passado por isso aqui desde 2019, mas sei que tem coisas que a gente não controla. Sabemos o quanto lutamos para estar aqui no Flamengo. É dessa forma que vamos sair dessa situação. Se cobrando e contando com quem estiver do lado. Pedimos a força e a ajuda da torcida, que é o nosso 12º jogador, eles vão nos apoiar, sabemos que eles vão cobrar, vão nos vaiar, estão no direito deles. Mas a gente precisa deles, que eles nos apoiem. No momento certo, no final da temporada, vamos comemorar juntos. Porque eu confio nessa equipe e vamos conquistar grandes coisas no fim da temporada", afirmou.
"Falo para eles (torcida) acreditarem em nós. O momento é complicado, a gente sofre também. Acreditem 100% que vamos dar a volta por cima no sábado e trazer muitas alegrias no final do ano para essa torcida", garantiu o camisa 3.
Rodrigo também falou sobre a derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, e projetou a volta no Maracanã.
"Acredito que pela partida a gente merecia um resultado melhor. Sabemos da dificuldade que é vir aqui jogar contra o Atlético-MG na casa deles. Mas sem dúvidas o gol do Lázaro foi muito importante para que a gente se mantivesse vivo nessa disputa. Temos 90 minutos dentro da nossa casa, onde a nossa torcida sem dúvidas vai comparecer e vai nos ajudar a ir em busca da virada, que é nosso objetivo. É o que a gente merece e é pelo o que vamos lutar. Sabemos que temos algumas partidas ainda pela Libertadores e Brasileiro até enfrentar o Atlético-MG. Vamos nos preparar da melhor forma para preparar para que a gente possa encontrar um caminho para passar de fase", completou.