Rodrigo Caio foi anunciado no Flamengo no fim do ano passado como primeiro reforço do clube na gestão de Rodolfo Landim. A contratação do zagueiro custou 5 milhões de euros (cerca de R$22 milhões) aos cofres do Mengão, que passou a ter 45% dos direitos do jogador. Em pouco tempo, o defensor firmou-se como um dos líderes do time e, até o momento, é o atleta do elenco que mais atuou em 2019.

Com 28 partidas disputadas, Rodrigo Caio encabeça a lista de jogadores com mais partidas no ano, seguido por Éverton Ribeiro (28 jogos) e Willian Arão (27 jogos). A diferença é que o defensor esteve em campo em 2.520 minutos, enquanto o meia-atacante jogou por 2.224 minutos e o volante por 2.361 minutos.

Depois de oito temporadas no time profissional do São Paulo, o zagueiro chegou ao Flamengo cercado de incerteza, já que era muito criticado pela torcida do Tricolor Paulista. A fama de um defensor frágil, no entanto, não tem sido confirmada no Rubro-Negro. Rodrigo Caio já soma diversas atuações de destaque na proteção de sua meta e ainda colabora de maneira eficiente na saída de bola da equipe.

Além disso, o zagueiro já mostrou ser decisivo no ataque: fez o gol que garantiu a vitória de virada do Flamengo contra o Athletico Paranaense pelo Campeonato Brasileiro e também marcou o tento que confirmou a classificação do Mengão às quartas de final da Copa do Brasil no confronto de volta contra o Corinthians.

Depois da parada para a Copa América, o Flamengo enfrenta o Athletico Paranaense pelas quartas da Copa do Brasil, no dia 10 de julho, às 18h, na Arena da Baixada.