RMP: "Acho que o Rogério Ceni começou a cair hoje, ele perdeu o grupo"

O Flamengo saiu na frente no clássico diante do Fluminense , mas acabou derrotado de virada justamente em uma rodada na qual o São Paulo, líder do Campeonato Brasileiro , perdeu, o que seria uma oportunidade para o time de Rogério Ceni se aproximar da primeira posição. E, além da derrota, há quem entenda também que as reações dos jogadores e do treinador após o jogo deixam em dúvida se haverá continuidade do trabalho atual para a próxima temporada.

No Fim de Papo , live pós-rodada do UOL Esporte — com os jornalistas Vinicius Mesquita, Alicia Klein e José Trajano —, Renato Maurício Prado critica a demora de Ceni em mexer no time para a entrada de Pedro, questiona a saída de Gabigol e vê um sinal na reação do centroavante titular de descontentamento com o técnico.

"Ele demora a reagir, hoje o Pedro devia ter entrado muito mais cedo e não no lugar do Gabigol, o Flamengo estava precisando fazer gol, aí ele tira o Gabigol e bota o Pedro, tinha que ter jogado os dois, tinha que ter tirado o Everton Ribeiro, que não estava jogando bulhufas, o Everton Ribeiro não vem jogando, por que ele não tirou o Everton Ribeiro e botou o Pedro? Aí não, aí ele tira o Gabigol, comprou uma briga feia”, diz Renato (no vídeo a partir de 44:00) .

"Acho que o Rogério Ceni agora, falando francamente, acho que ele começou a cair hoje, porque o Gabigol saiu com uma cara de pouquíssimos amigos, logo depois de criar uma jogada e dar um chute perigosíssimo que o goleiro teve que espalmar, e foi substituído. Acho que o que ele fez com o Natan foi uma covardia, eu acho que que ele hoje simplesmente perdeu o grupo, acho que a partir de agora é ladeira abaixo", completa.

O jornalista lembra o episódio do Cruzeiro , quando o técnico teve problemas no relacionamento com o elenco e acabou não resistindo na campanha que culminou com o rebaixamento do clube mineiro em 2019, e considera a possibilidade de um racha entre comandante e comandados no rubro-negro.

"Aí não adianta querer ser político, querer falar bonitinho, porque no Cruzeiro ele deu com os burros n'água da mesma maneira, brigou com o elenco todo e acabou derrubado. Eu li agora uma notinha do Arrascaeta dizendo na entrevista que o Flamengo não merece ser campeão, o Arrascaeta dizendo isso é que a coisa realmente está feia", diz Renato.

Sobre o fato de considerar que o Flamengo se despediu do título brasileiro ao perder para o Fluminense, Renato Maurício Prado explica que o time não tem conseguido vencer os jogos que precisa mesmo quando o São Paulo tropeça.

"São duas rodadas que o São Paulo tem que perder, mas o Flamengo tem que ganhar, o Flamengo tem que ganhar os 11 jogos que faltam, para o São Paulo perder duas e ele encostar. Então não dá para acreditar que esse time do Flamengo vai ganhar muito nessas rodadas que faltam. Jogando a bolinha que está jogando, não dá para acreditar", conclui.

O Fim de Papo também analisa o empate do Santos com o Boca Juniors , em Buenos Aires, pela Libertadores , além da derrota do São Paulo para o Red Bull Bragantino e outros jogos da rodada do Campeonato Brasileiro.

Fonte: Uol
)