Rio - O Flamengo não teve uma boa noite no El Campín, em Bogotá, na Colômbia, e ficou apenas no empate em 1 a 1 com o Millonarios pela primeira rodada do Grupo E da Libertadores nesta terça-feira (2). Autor do gol rubro-negro, Pedro, que chegou a 12 tentos anotados em 12 jogos na temporada, analisou o desempenho da equipe e citou a altitude de 2.600m.
A partida se desenhava de maneira tranquila para o Flamengo após o gol do centroavante, que foi marcado em cobrança de pênalti. No lance, o volante Larry Vásquez derrubou Arrascaeta quando o uruguaio armava a finalização, já frente a frente com o goleiro, e acabou expulso. O Millonarios, com um a menos, foi para cima e empatou com Daniel Ruiz.
"A gente pontuou hoje, mas claro que queria a vitória. Sabíamos que ia ser um jogo complicado na altitude onde o jogo fica muito mais veloz, a bola muito rápida. Muito diferente do que a gente está acostumado. A respiração também às vezes não vem no campo. Mas sem desculpas. A gente veio preparado, para tentar a vitória. Infelizmente acabamos cedendo um gol, com um a mais, mas paciência. É continuar fazendo bons desempenhos para tentar a primeira colocação no grupo", disse Pedro, após a partida.
O Rubro-Negro volta a campo no domingo (7) para o jogo de volta pela final do Campeonato Carioca, contra o Nova Iguaçu, carregando o placar de 3 a 0 da ida e o título encaminhado. Pela competição continental, o próximo adversário será o Palestino, do Chile, na quarta-feira (10), no Maracanã.