Desde que assumiu o Palmeiras, Abel Ferreira não sabe o que é vencer o Flamengo. Mas, para ficar com o título da Libertadores no sábado, conta com garotos que jamais foram derrotados em um mata-mata do torneio continental

Abel Ferreira tem um desafio e tanto pela frente pelo Palmeiras no sábado (27), a partir das 17h (de Brasília), com transmissão do FOX Sports e pela ESPN no Star+ , no Estádio Centenário, em Montevidéu: vencer o Flamengo e ficar com o bicampeonato da Conmebol Libertadores , algo que não acontece no torneio desde o Boca Juniors de 2000/01 , dirigido por Carlos Bianchi.

A missão é complexa não só pelo fato de estar o Flamengo do outro lado, mas por esse ser um adversário que Abel jamais venceu desde que assumiu o Alviverde. Em quatro jogos, são três derrotas e um empate, aproveitamento pequeno de 8,3% dos pontos.

Mas, para ganhar pela primeira vez da pedra no sapato que é o Flamengo, o treinador português aposta suas fichas no sexteto da base, que ostenta uma marca impressionante: jamais perdeu um jogo de mata-mata da Libertadores . A estatística é do DataESPN .

Patrick de Paula (seis vitórias e dois empates), Gabriel Veron (três vitórias e quatro empates), Wesley (três vitórias e três empates), Renan (três vitórias e dois empates), Gabriel Silva (duas vitórias e um empate) e Victor Luis (duas vitórias) não sabem o que é derrota a partir das oitavas de final do torneio.

Abel faz mistério e não confirma o time que irá a campo. A tendência é que nenhum deles esteja no time que inicia o confronto com o Flamengo, mas certamente são opções interessantes, e não só pela invencibilidade, para o decorrer do confronto.

Quem sair campeão no sábado entrará para a galeria dos tricampeões sul-americanos no Brasil. São Paulo (1992, 93 e 2005), Santos (1962, 63 e 2011) e Grêmio (1983, 95 e 2017) são os integrantes da lista, que fatalmente ganhará um novo integrante no fim de semana.

Abel, e os garotos, farão de tudo para que seja o Palmeiras.