Mesmo com derrota, Dorival vê evolução em atuação do Fla: 'Fico satisfeito'

Flamengo e Atlético-MG se enfrentaram mais uma vez nesta semana, e o resultado foi o mesmo: vitória do clube mineiro, desta vez por 2 a 1 , mas desta vez pela ida das oitavas da Copa do Brasil . O técnico Dorival Júnior analisou o resultado e pontuou a performance do elenco.

"Eu acho que foi um grande jogo. Nós propusemos o jogo, colocamos o Atlético no campo deles. Tivemos intensidade, buscamos o gol a todo momento. O Hulk estava em uma noite muito boa e praticamente definiu a sorte da partida. Foram duas jogadas individuais. Eu fico satisfeito com a atuação do Flamengo, independente dos dois gols", disse Dorival em coletiva, antes de continuar:

"Nós estamos encontrando o caminho que precisamos. A equipe jogou com maturidade e com muita gana querendo o resultado. Nós diminuímos o placar, que estaria aberto com qualquer placar que fosse", e prosseguiu:

"É difícil (preparar o time neste calendário). Nós estamos tentando da melhor forma possível. Eu trabalhei três dias com o time principal desde que cheguei. Nós temos que corrigir. É para isso que estamos aqui. A impressão que tiveram da partida anterior foi diferente. O Flamengo está começando a encontrar o caminho. Nós vamos conseguir uma constância e a confiança dos jogadores. Quando isso acontecer, teremos resultados bem melhores", finalizou.

Após a derrota, o Flamengo fica em Belo Horizonte e treina hoje (23) de manhã no Sesc Venda Nova. A logística foi montada de forma especial, já que o clube tem compromisso no sábado (25), contra o América-MG, pelo Brasileirão.

Em meio a isso, Dorival falou sobre as atuações dos jogadores que entraram durante a partida, como por exemplo: Rodinei, Pedro e Lázaro, autor do gol do Flamengo.

"Eu não falo em time titular. Momentaneamente, o time foi esse. Sábado pode ser um outro time. Não só com a mudança do Rodinei. Até pela sequência que teremos, a dificuldade dos jogos. Nós trabalhamos as duas equipes da mesma forma", e continuou:

"Pedro é técnico. Ele precisa de uma sequência. É natural isso. Quando a equipe tiver um equilíbrio, podemos adaptar Gabriel e Pedro. Entrar 15, 20 minutos é complicado, o ritmo é diferente. Nós temos que ter esse cuidado para que os jogadores ganhem oportunidade para desenvolver o melhor. É o mesmo caso do Lázaro. É um garoto, está se preparando", finalizou.

Além disso, Dorival comentou sobre a atuação de Gabi e Arrascaeta. A dupla não se sobressaiu na partida, mas o técnico reforçou que os problemas de posicionamento estão sendo ajustados.

"Aos poucos alguns problemas serão resolvidos e sanados. Nós fizemos um jogo muito mais maduro, muito mais seguro, em todos os aspectos. O Flamengo não deu a bola para o Atlético e começou a jogar no campo adversário. Nós temos pequenos problemas e estamos trabalhando. Esse movimento de infiltração é mais do que necessário. Falta o último detalhe, o último momento. Tudo isso vai ser encontrado", e continuou:

"A cada momento a gente tenta corrigir alguma coisa, com o campeonato em andamento e pouco tempo de trabalho. A evolução é nítida, mas os resultados negativos encobrem algumas coisas. Eu confio muito e acredito que em pouco tempo daremos uma virada. No futebol , o céu e o inferno é um palmo de distância", disse também:

"O Gabriel vai encontrar o caminho. Natural que ele tenha ansiedade para definir, ele é artilheiro. Agora, nós temos volume, estamos trabalhando muito esse último terço do campo, trabalhando infiltração, trabalhando movimentos coordenados... O Gabriel vai encontrar o caminho. Ele é um cara que tem faro e se posiciona como ninguém, assim como Pedro. A gente precisa ter um pouco mais de paciência", encerrou.

Fonte: Uol
)