Rio - Livre no mercado após deixar o Athletico-PR em novembro, o atacante Marcelo Cirino busca um novo clube para 2024. Aos 31 anos, o atleta relembrou, em entrevista ao portal "ge", sua passagem pelo Flamengo entre 2015 e 2017.
"O Flamengo, é muito bom jogar lá. Claro, o Marcelo não teve essa passagem que o torcedor esperava, talvez eu criei uma expectativa muito grande também, mas foi outro clube que me deu uma bagagem muito grande. Também tenho que agradecer por ter vestido a camisa do Flamengo, todo mundo sabe o tamanho que é esse clube", contou.
Cirino também revelou a importância de ter jogador no Maracanã lotado e seus familiares como testemunhas. Além disso, o jogador também citou o trabalho com o técnico Vanderlei Luxemburgo.

"Jogar no Maracanã é especial demais, e pelo Flamengo, sem dúvida é muito marcante. Ver minha família, meu pai, minha mãe, meu irmão, minha esposa, indo para o estádio, vendo aquele estádio cheio... Vários jogadores que me ajudaram bastante, treinadores, principalmente trabalhar com o professor Vanderlei Luxemburgo, isso para mim é uma coisa que vou carregar para o resto da vida, foi um cara que me ajudou muito", disse o jogador.
Por fim, Marcelo Cirino falou dos planos para o futuro, contou as dificuldades por causa das lesões sofridas nos últimos anos e afirmou que ser desejo é voltar aos gramados e ter uma sequência de jogos.
"Esses últimos anos foram complicados por causa das lesões, não tive a sequência de jogos que gostaria e sempre tive. Tenho certeza que 2024 será diferente. Voltar a jogar, ter uma sequência de jogos, voltar a fazer gols e ser feliz novamente. O novo treinador vai decidir se como 9 ou como ponta, mas estou bem para fazer qualquer função, importante ajudar a minha nova equipe", finalizou.