Máquina de gols funciona, e Flamengo de Ceni repete feito da 'era Jesus'

O atual Flamengo ainda aquece as turbinas para os grandes desafios do ano, mas a equipe de Rogério Ceni dá claros sinais de evolução e já repetiu o feito de um jogo que é considerado por muitos o ponto de partida da 'era Jesus'.

Na última segunda-feira (5), o Rubro-negro massacrou o Madureira e venceu a partida ao fazer nada menos do que quatro gols apenas no primeiro tempo. A última vez que o time havia atingido esse feito havia sido em 14 de julho de 2019, quando os rubro-negros esmagaram o Goiás por 6 a 1, pelo Brasileirão, ainda sob o comando do português Jorge Jesus.

Naquela tarde, o Mister fazia a sua estreia diante da torcida e deixou um cartão de visitas do que viria a ser a sua passagem pelo clube. Com muita movimentação e uma fome incessante de gols, o Fla deitou e rolou sobre os visitantes e deu um pontapé inicial simbólico para a trajetória de conquistas que viria.

Ainda que seja feita a ressalva sobre a qualidade técnica dos dois adversários, a realidade é que os campeões brasileiros encararam o Tricolor suburbano como se fosse uma final de campeonato. Um dos oito jogadores que estiveram em campo nas duas ocasiões, Arrascaeta, autor de três gols naquele duelo de 2019, vê o time preparado para novas conquistas, mas pediu cautela:

"Foi um grande jogo [contra o Madureira]. Criamos muito, estamos trabalhando muito isso. Fizemos muitos gols, mas temos muita coisa para melhora e encaixar. Saímos com muita coisa positiva".

Flamengo - Reprodução/Twitter - Reprodução/Twitter
Gabigol, Everton Ribeiro e Arrascaeta comemoram um dos gols da goleada por 6 a 1 sobre o Goiás
Imagem: Reprodução/Twitter

Na ponta da tabela do Carioca, a equipe dá uma pausa na campanha pelo tricampeonato e se concentra totalmente no Palmeiras , rival de domingo (11), às 11h, no Mané Garrincha, pela Supercopa do Brasil. O tema já monopoliza o clube desde o final do Brasileiro e vencer um dos seus principais rivais da atualidade virou questão de honra no clube.

Habituado aos grandes jogos, o uruguaio adotou discurso cauteloso para não dar armas ao adversário. Internamente, no entanto, o elenco vive o jogo com expectativa e ansiedade .

"Tentaremos jogar da melhor forma. Será contra um grande rival, que está em um grande momento e temos que acreditar. Toda temporada é diferente, sabemos das dificuldades, mas estamos preparados para tudo", completou o camisa 14.

Vivendo uma semana de rara tranquilidade, os jogadores do Flamengo treinam hoje (8) no Ninho do Urubu. O embarque para a capital federal está marcado para amanhã e a maior dor de cabeça de Ceni é o atacante Pedro, que se recupera de lesão na coxa. Ele foi a campo ontem (7) pela primeira vez , mas sua presença é incerta.

Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Fonte: Uol
)