Rio - Novo reforço do Flamengo , Léo Ortiz foi apresentado na tarde desta sexta (8), no Ninho do Urubu. Perguntado sobre o Fla-Flu de sábado, no Maracanã, o zagueiro, que já vinha jogando pelo Red Bull Bragantino, se colocou à disposição de Tite para o clássico, válido pela partida de ida da semifinal do Campeonato Carioca.
"Muito bom chegar em um momento como esse já com clássico, um momento importante para o clube. Espero que a gente faça dois bons jogos para chegar até a final e já chegar pé quente e campeão. É importante chegar nesse momento, entender o tamanho do clube e do clássico. Estou ansioso par chegar amanhã, ver o Maracanã. Espero que eu esteja, vai depender do treinador. Acho que sim, estou em ritmo de jogo e preparado para quando chegar a oportunidades", disse o jogador.
Léo Ortiz irá vestir a camisa 3 do Rubro-Negro. Questionado sobre o peso de usar o número, que antes foi de Rodrigo Caio e de outros ídolos, o defensor admitiu que a responsabilidade será grande.
"Responsabilidade já é grande. Por tantos zagueiros que passaram aqui, alcançaram um nível grande. É meu objetivo também. Sei que será difícil, mas é a régua que o Flamengo coloca, estou motivado. O Rodrigo Caio eu admiro, tem qualidade, foi importante. Espero que possa repetir do meu jeito, mas com o mesmo sucesso. A importância de vestir essa camisa que Angelim, Aldair e Juan vestiram. Fico feliz de vestir o 3, que foi importante para mim nos últimos anos. Prometo retribuir em campo da melhor forma", destacou Léo Ortiz.
O zagueiro reencontrará o técnico Tite, responsável pela sua primeira convocação para a seleção brasileira, em 2021. De acordo com Léo, o treinador foi fundamental para sua chegada ao Flamengo.
"Ele (Tite) foi o primeiro treinador que me levou à Seleção Brasileira por três vezes. Então, acredito que ele tem muita fé no meu trabalho. Não só na parte do campo, mas também pelo o que ele me conhece. Nas primeiras vezes que conversamos, ele sempre manifestou o desejo para que eu viesse, que o Flamengo tem um grupo muito forte e eu iria agregar muito também", contou Léo.
"Sempre foi muito primordial para que eu estivesse aqui. Desde o primeiro dia, me recebeu muito bem. Agora, vamos conseguir ter um trabalho mais longo. Estou ansioso para conseguir me adaptar cada vez mais ao estilo do que ele colocou dentro de campo, que bate muito com as características dele. Estou ansioso.", finalizou.