Rio - A decisão da Corte Arbitral do Esporte (CAS) de adiar o julgamento de Gabigol, que estava previsto para acontecer nesta sexta-feira (7), na Suíça , pode acabar com as chances de uma renovação do atacante com o Flamengo. O novo julgamento ainda não tem data marcada, mas existe a expectativa de que seja realizado no segundo semestre. Caso isso não aconteça, a decisão sairá após o fim do contrato do atacante com o Flamengo, em 31 de dezembro.
Se a previsão de uma nova sessão em 2024 não se confirmar, dificilmente ele terá seu contrato renovado com o Flamengo . O clube já deixou claro que só discutirá o assunto com o atacante quando tiver uma decisão final sobre a suspensão de dois anos por tentar fraudar exame antidoping.
"Eu acho que qualquer procura em cima do Gabriel, caso haja, só será feita ou efetivada depois do julgamento, por razões óbvias. O Gabriel é um atleta do Flamengo, contrato até o final do ano. Lógico que em uma situação normal já poderia, deveria ou estaria com o contrato renovado. Não foi possível por uma série de motivos, mas acredito que depois da sexta-feira (dia em que o julgamento estava previsto), com calma e tranquilidade, vamos analisar os próximos passos", afirmou Marcos Braz após a goleada sobre o Vasco, no último domingo (2).
Apesar da data do julgamento ter sido prorrogada, Gabigol pode seguir atuando pelo Flamengo normalmente . Em abril, o ídolo rubro-negro conseguiu um efeito suspensivo que o permite entrar em campo até a decisão final no CAS.
A renovação de contrato com Gabigol vem sendo tema de debate no Flamengo há alguns meses. O clube chegou a encaminhar uma prorrogação do vínculo até 2028, mas voltou atrás diante das atuações ruins e polêmicas envolvendo o camisa 99. Neste momento, o mais provável é que o jogador deixe o clube no fim de 2024.