Jovem do Sub-17 do Flamengo tatua data de tragédia em homenagem aos atletas mortos

As dez vidas perdidas no incêndio no Ninho do Urubu, CT do Flamengo, não serão esquecidas. Mas um jogador das categorias de base, que conhecia os garotos mortos na tragédia, quis levar para vida toda a data. Felipe Rocha, do Sub-17 do Rubro-Negro, tatuou a data 08.02.2019 no na parte interna do braço direito.

Nesta terça-feira, o atleta compartilhou nas redes sociais o desenho pronto e ainda marcou cada um dos amigos que perdeu no alojamento: Athila, Arthur Vinicius, Bernardo Pisetta, Christian Esmerio, Gedson, Jorge santos, Pablo Henrique, Rykelmo, Samuel Thomas e Vitor Isaías.

"Um dia que ficara marcado na história. (08/02/2019) Infelizmente de uma forma triste, o dia em que dez anjos chegaram ao céu! Crianças que corriam atrás de um sonho, muitos deles para dar uma condição de vida melhor para família e num simples descuido tudo acabou... É um pesadelo... Tenho total certeza que vocês aí de cima estão cuidando de nós! Muito obrigado por tudo que fizeram aqui, cada sorriso, cada emoção... Simplesmente obrigado! Fiz essa pequena homenagem a vocês! Valeu rapaziada, esperem eu chegar... Fiquem com Deus irmãos! #CriaNãoMorreCriaViraLenda", escreveu o garoto nas redes sociais.

Felipe Rocha foi campeão do Sub-17 da Copa do Brasil com o Flamengo
Felipe Rocha foi campeão do Sub-17 da Copa do Brasil com o Flamengo Foto: Reprodução / Instagram

Fonte: Extra

Comentários

Jogos

Campeonato Carioca
FlamengoFlamengo
- x -
VascoVasco
Últimas
+ Lidas da semana