Jornal enfatiza lado 'mulherengo' e apoio a Bolsonaro de Renato Gaúcho

Renato Gaúcho e suas controvérsias motivaram um perfil publicado hoje (25) pelo jornal El Observador, do Uruguai, país-sede da final da Copa Libertadores entre Palmeiras e Flamengo. Entre outros assuntos, o periódico enfatiza as vezes em que o treinador se vangloriou como garanhão, além do apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

"Sem camisa e com óculos de sol, o técnico de 59 anos se exibe nas orlas do Atlântico. Ali o fotografam paparazzis e torcedores do Flamengo", começa o jornal, passando ainda por seus títulos conquistados antes de mergulhar na misoginia e no posicionamento político.

Entre suas falas destacadas no texto, está a que alega ter dormido com 5 mil mulheres. "Ninguém fez tanto sexo como eu. Sou um verdadeiro fenômeno", vangloria-se Renato na declaração citada pelo jornal.

O comportamento do treinador não deixa de receber críticas e acusações de machismo e misoginia. Em 2020, Renato Gaúcho comparou de forma vulgar a posse de bola de um jogo com a conquista de uma mulher ; antes disso, havia dito em coletiva, após uma partida especialmente incompetente dele e do time, que "até uma mulher grávida faria gol no Grêmio" .

Renato Gaúcho e o Flamengo enfrentam o Palmeiras na final da Copa Libertadores às 17 horas (de Brasília) deste sábado (27), no Estádio Centenário de Montevidéu.

Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF

Fonte: Uol
)