Invicto, Santos celebra volta ao gol do Flamengo em alta após lesão e rodízio

De volta ao gol do Flamengo com boas atuações diante de América e Tolima, Santos teve de conviver com frustrações logo em sua chegada ao clube. A primeira veio pelo critério de Paulo Sousa, que o transformou em goleiro de copas. A principal foi a lesão sofrida com apenas um mês de clube.

O português o escalava exclusivamente em jogos de mata-mata, enquanto Hugo era o goleiro do Brasileiro. A opção do treinador fez com que emplacasse sequência de três jogos somente entre o fim de abril e o início de maio, quando foi titular contra Universidad Católica, Altos-PI e Talleres, todos em duelos.

Santos em ação pelo Flamengo na vitória contra o América-MG — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo
1 de 4 Santos em ação pelo Flamengo na vitória contra o América-MG — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Santos em ação pelo Flamengo na vitória contra o América-MG — Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Não bastasse isso, sofreu lesão de grau 2 no quadríceps da coxa esquerda no início de maio, que o tirou dos treinos com o grupo por um mês e meio.

- O sentimento foi de frustração e tristeza, pois tinha chegado há pouco tempo no clube e ainda estava me adaptando. Mas sabemos que o risco de lesão existe na nossa profissão e pude trabalhar forte na recuperação junto com o departamento médico e o clube para voltar ainda melhor.

O retorno aconteceu no último sábado, depois de 52 dias sem jogar. E, apesar da elástica vitória por 3 a 0 sobre o América-MG, Santos trabalhou bem quando a partida ainda não estava resolvida. Fez importantes defesas em chutes de Pedrinho e Aloísio. O primeiro à queima-roupa, em lance de reflexo. No outro, se esticou para catar chute rasteiro no canto direito.

- Sensação boa demais poder voltar a jogar e ainda diante do nosso torcedor. Queremos sempre estar em campo e, graças a Deus, fizemos um grande jogo e conquistamos uma vitória importante.

Santos está invicto no Flamengo . São seis jogos, cinco vitórias e um empate. Na última quarta-feira, contra o Tolima, foi figura fundamental. Parou Caicedo e Miranda aos 15 e 20 minutos do primeiro tempo, além de fazer defesa providencial aos 47 da etapa final em bomba de Lucumí. Aos 28 do primeiro tempo, porém, quase entregou o ouro, mas Léo Pereira o salvou. O goleiro garante que o erro fica como lição para os jogos seguintes. (veja as jogadas abaixo)

- Foi um lance rápido, e acabou não saindo como planejava. Os companheiros estavam atentos, e o Léo conseguiu salvar a bola. Mas os erros também existem para a gente aprender com eles, buscar corrigir e melhorar para os próximos jogos.

Confira outros tópicos do papo com Santos:

Qual a defesa mais bonita pelo Flamengo até o momento?

- Tiveram algumas defesas importantes, mas a contra o Talleres, na Argentina, em uma cabeçada. Foi uma defesa difícil e bonita, além de ter sido importante para a nossa equipe (aos 17 minutos, Santos voou para espalmar cabeceio de Catalán - veja abaixo).

Com a volta da sequência de jogos e as convocações de Tite nesse último ciclo, ainda sonha com a Copa do Catar?

- Seleção brasileira é sempre um sonho e um objetivo. Já tive oportunidades de vestir aquela camisa, e é uma sensação incrível. Mas sei que tudo depende do meu rendimento aqui no Flamengo , então procuro trabalhar firme no dia a dia para que as coisas aconteçam aqui e, caso a oportunidade de ser convocado apareça, estar pronto.

Tolima x Flamengo: Santos — Foto: Staff images / CONMEBOL
2 de 4 Tolima x Flamengo: Santos — Foto: Staff images / CONMEBOL

Tolima x Flamengo: Santos — Foto: Staff images / CONMEBOL

E a adaptação ao Rio e ao Flamengo : já se sente em casa?

- A adaptação está sendo ótima. A cidade é muito boa e desde que cheguei ao Flamengo também me senti em casa. O clube nos dá toda a estrutura para trabalhar no melhor nível e o grupo também é muito bom.

Jogos de Santos pelo Flamengo :

 — Foto: Reprodução
3 de 4 — Foto: Reprodução

— Foto: Reprodução

Assista: tudo sobre o Flamengo no ge, na Globo e no sportv

4 de 4

Fonte: Globo Esporte
)