Rio - A renovação de Gabigol com o Flamengo tem gerado polêmica nos bastidores políticos do clube. Nesta quinta-feira (26), o grupo FlaFut publicou um manifesto em que se diz contra a extensão do vínculo com o camisa 10 até o fim de 2028.
O FlaFut era apoiador do presidente Rodolfo Landim, mas passou a adotar o tom de oposição nos últimos meses. Segundo o grupo político, não há justificativa para o alto investimento na renovação com Gabigol, que tem contrato com o time carioca até o fim de 2024.
"O grupo FLAFUT espera que a atual diretoria não renove o contrato do atleta GABRIEL BARBOSA por valores acima dos atuais, já exorbitantes, e por tempo que engesse decisões futuras de outras diretorias. Não há justificativa para renovação em face da atual performance do jogador", escreveu o grupo no Twitter.
Além de aumentar o tempo de contrato, Gabigol também receberá uma grande valorização financeira. O acordo com o ídolo rubro-negro já está costurado e deve ser oficializado em breve.