Gols sofridos pelo Fla incomodam Abel: 'Vou para casa chateado'

O Flamengo venceu o Fluminense por 3 a 2, neste domingo, mas mesmo com o triunfo rubro-negro, Abel Braga deixou o Maracanã com o 'copo meio cheio'. Isso porque, após o Fla abrir 3 a 0, o treinador viu seus comandados cometerem erros defensivos, seu ex-clube marcar dois gols e o jogo ganhar conotação dramática no fim.

- Temos que jogar sério os 90 minutos. Ganhamos, mas saímos chateados. Como você analisa futebol? Pelas chances criadas. Meu goleiro não fez nenhuma defesa. Você quando faz 3 a 0, não precisa sair para cima do adversário. Sofremos dois gols bobos, mas foi bom acontecer. Se vencêssemos por três, quatro, poderíamos achar que tudo está uma maravilha. Vou para casa chateado - disse o técnico, que valiou os gols sofridos como 'excesso de vontade':

- Foram falhas de excesso de vontade. Sinceramente. Fez o 3 a 0, tem situações que você não precisa passar. Quando a bola está no quarto zagueiro, no Léo do Fluminense, ali começa o gol, na bola tocada para o zagueiro central e há um excesso de vontade, de sair da posição para tentar recuperar a bola lá no campo do Fluminense. Para que vou lá se ele tem que passar aqui? - explicou.


Flamengo e Fluminense se enfrentam novamente, na quarta-feira, pela semifinal da Taça Rio. Caso passe, o Rubro-Negro disputa a final no domingo (31), e três dias depois, na quarta-feira (3 de abril), enfrenta o Penãrol, pela Libertadores. O treinador falou sobre a possibilidade de poupar o time no meio da semana, no Campeonato Estadual:

- O treinador, às vezes, precisa escutar alguma coisa. 'Vai priorizar o quê?' 'Não, vamos priorizar isso.' Em alguns momentos, coloquei uma segunda equipe, que correspondeu. Agora, chegou um momento que é de três em três dias. Três dias para o Peñarol: 'Será que dá para segurar a onda?' Não sei. É o departamento de fisiologia que vai me dizer. Eu não quero herói. 'To sentindo aqui, to muito cansado'... é melhor não ir. O futebol hoje em dia é muito complicado. Um cara abaixo tecnicamente pode superar-se com muito esforço e ajuda dos colegas. Mas o outro, se não fizer esforço, vai pesar. É desumano. Quarta, domingo, quarta, domingo.

Apesar da vitória, a equipe flamenguista saiu questionada de campo. O elenco estrelado, mesmo quando vence, tem mostrado irregularidade. Ao analisar o estágio atual de sua equipe, o técnico voltou a citar o cansaço gerado pela rotina de jogos decisivos.

- Temos obviamente uma preocupação grande com uma competição muito mais importante. Está sendo duro o desgaste e vamos pegar uma equipe descansada. Daqui a dez dias temos um jogo fundamental com o Peñarol. Tem hora que o treinador precisa de ajuda. Saio chateado com o que aconteceu, mas satisfeito com meus jogadores, eles ficaram chateados também. O Marcos Braz, até percebendo isso, falou: 'Peraí, ganhamos o jogo. É como se a gente estivesse em um velório'. Cometemos erros e isso poderia custar caro - disse, e ainda falou sobre a estratégia defensiva para enfrentar o Fluminense de Fernando Diniz:

- Não mudamos nada. Tanto que alguns gols surgiram de bola recuperada no campo de ataque. Você com 3 a 0 não pode colocar linha baixa e cometer alguns erros que cometemos. O Fluminense é uma equipe que toca bastante. Foi uma situação atípica deles jogarem sem centroavante e criar superioridade no meio de campo. Fizemos três gols e estávamos mais perto do quarto do que eles do primeiro. Aí veio o gol deles, o segundo, e terminamos com o coração na mão.

Flamengo x Fluminense - Abel Braga

Abel à beira do campo contra o ex-clube, no Maracanã (Foto: Magalhaes Jr/Photopress)

Fonte: Lancenet

Comentários

Jogos

Próximo jogo 2 semanas, 2 dias a partir de agora
Copa do Brasil
Athlético PRAthlético PR
X
FlamengoFlamengo
Qua 10/07 / Arena da Baixada / 21h30
Brasileirão Seria A
CSACSA
0 x 2
FlamengoFlamengo
Últimas
+ Lidas da semana