A menos de dois meses do começo, a Copa América pode enfrentar um drama para lá de inesperado. Segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo , os organizadores do torneio não estão se entendendo com a nova gestão do Maracanã, e o Rio de Janeiro corre o risco de ficar de fora da competição.

O problema é ainda mais grave porque o Maracanã está previsto para recebe a grande final da Copa América. São ainda mais quatro jogos: Paraguai x Catar, Bolívia x Peru, Chile x Uruguai e uma partida das quartas de final.

O Maracanã era administrado por um consórcio liderado pela Odebrecht até o meio de março, quando a concessão foi finalizada previamente pelo Governo do Rio de Janeiro. Foi esse consórcio que fechou o acordo para os jogos da Copa América.

Nesta semana, Flamengo e Fluminense assumiram oficialmente a gestão do estádio.

Vale lembrar que na Copa do Mundo de 2014 o Brasil já não teve a chance de jogar no Maracanã, o estádio mais famoso do país. E a situação é bem parecida agora. Mesmo se a situação for resolvida, a seleção só atuará no Rio de Janeiro se chegar à decisão ou se passar na segunda posição de seu grupo.