Formador de Arrascaeta diz que timidez quase atrapalhou astro do Flamengo

"Arrascaeta é muito tímido, é uma coisa que pode atrapalhar no Flamengo ". A frase de Thiago Neves sobre Arrascaeta, antes do início da trajetória de sucesso no Rio, virou meme assim que o uruguaio mostrou a face protagonista dentro das quatro linhas. E o seu jeito introvertido, de fato, quase prejudicou o camisa 14, mas em seus primeiros passos no futebol . É o que lembra Heber Silva Cantera, ídolo do Defensor Sporting e formador do craque do Fla na base.

Em Montevidéu, Cantera, hoje aos 63 anos, detentor de um carisma ímpar e do recorde de jogador com mais partidas (338) pelo La Viola, conversou com o LANCE! e contou detalhes sobre os tempos em que se deparou pela primeira vez com Arrascaeta nas "canteras" do Defensor.

"O Arrascaeta chegou ao Defensor Sporting muito jovem, com 15 anos. Era muito tímido, muito franzino. Era um menino muito calmo e tímido, na dele, mas tinha bastante talento e potencial", disse Cantera, em frente ao Centenário, palco da final da Libertadores no dia 27.

"No segundo ano, começou a jogar, a melhorar a parte física e a demonstrar todo o seu talento técnico, para a sorte do Defensor, mas sempre seguiu retraído. Sempre foi um menino que falava pouco, muito tranquilo", emendou.

Cantera ainda comentou que Arrascaeta rapidamente ganhou projeção ao superar o corpo franzino e o jeito acanhado no dia a dia. Era questão de tempo explodir no continente. Hoje, o meia está às vésperas de poder conquistar a América pela segunda vez no Flamengo e se solidificar ainda mais como um dos maiores ídolos do clube, como é o seu antigo "professor" por aqui.

Antes de desembarcar no Brasil ( Cruzeiro ), Arrascaeta subiu e brilhou pelos profissionais do Defensor de 2013 a 2015. O camisa 10 da seleção é um dos maiores xodós dos uruguaios, tanto que diversos abordados pela nossa reportagem o chamam Giorgan (como é mais falado por aqui) de "amigo". E Cantera avisou que também o acompanha nos jogos do Brasileirão.

"Nós acompanhamos, sim, ele e o Flamengo, não só pelo conhecimento, mas pelo apreço que temos ao clube, e seguimos o Flamengo sempre. Vimos a Libertadores das temporadas passadas. E acompanhamos também porque passa partidas do Brasileiro aqui. Venho seguindo a carreira do Arrascaeta, que tem sido brilhante e demonstrado todo o seu potencial no Flamengo, e isso nos alegra bastante", disse.

Arrascaeta é um 'plus'

Volante afeito à tradicional raça uruguaia, Cantera ainda nos respondeu quem considera os destaques do Flamengo, que consequentemente podem decidir a Libertadores, no dia 27, contra o Palmeiras.

"Bruno Henrique é muito bom. Gabigol é inigualável. Mas eu gosto mais dos volantes. Porque sempre joguei de primeiro volante. [...] No Flamengo, é o Arão, certo? Gosto bastante dele. Eu era um volante mais defensivo do que ofensivo. Sempre fui volante central (cabeça de área). Mas o Flamengo tem bons jogadores, e acredito que o Arrascaeta é um 'plus'", disse.

Por fim, Cantera não deixou de dar o seu pitaco sobre o quão relevante Arrascaeta, desfalque na Celeste na última Data Fifa, será para levar agora uma seleção sem técnico (Óscar Tabárez saiu há pouco) à Copa do Mundo de 2022 - neste momento está na 7ª colocação das Eliminatórias.

"Já tive uma passagem pela seleção uruguaia, que está num momento complicado porque trocou treinador. Mas sempre podemos contar com a qualidade dos jogadores uruguaios. Pela força, pela inteligência e garra que tem, e também com a qualidade de Arrascaeta para nos ajudar a classificar para o Mundial do ano que vem", finalizou.

Fonte: Uol
)