Fluminense humilha e enfia 6 gols no Flamengo pela semifinal da Copa do Brasil Sub-17

O Fluminense atropelou o Flamengo em plena Gávea, nesta sexta-feira, pela ida das semifinais da Copa do Brasil Sub-17. O placar refletiu o massacre e terminou 6 a 1 para o Tricolor, com o brilho de Matheus Martinhos, que marcou duas vezes e participou diretamente de cinco gols para a sua equipe.

Quem avançar no Fla-Flu da vez jogará contra São Paulo ou Palmeiras na final. Com caráter protocolar, o jogo da volta será dia 20, às 15h30, em Laranjeiras.

O INÍCIO DO MASSACRE

Os quase 40ºC no termômetro não interferiram na impetuosidade do Fluminense. Desde os minutos iniciais, houve iniciativa para se impor e fazer um placar confortável. Matheus Martins bateu falta, e João neto desviou para o gol, abrindo o placar. Logo na sequência, foi a vez de Matheus Martins fazer o seu, tocando na saída do goleiro Kauã - marcando o seu quinto gol no torneio.

As primeiras bolas na rede vieram com 12 e 13 minutos, respectivamente. E o Flu aproveitou o Fla nas cordas, atordoado, para ampliar. Novamente Matheus Martins participou da jogada, desta vez com preciso passe para Jefté, derrubado na área; pênalti, que o próprio Jefté converteu: 3 a 0.

Somente após os três gols do Fluminense que o Flamengo, a partir dos 25 minutos, despertou, pôs a bola no chão e conseguiu criar diversas chances de perigo. Chegou a acertar a trave com Petterson, viu o goleiro Cayo Fellipe fazer ótimas defesas, mas foi para o intervalo zerado.

O drama aumentou para os mandantes no primeiro lance de destaque na etapa final. E com um toque de crueldade, já que Arthur Augusto fez contra após cobrança de falta lateral de Matheus Martins. Mas o mesmo Arthur Augusto, lateral-direito, se redimiu à altura. Com um golaço para o Fla, que esteve desfalcado de oito jogadores por Covid-19, sendo dois constantes titulares.

UM SHOW DE MATHEUS MARTINS

Com 20 minutos, Arthur Augusto acertou uma bola no ângulo, de canhota, após receber de Werton (recuperado de Covid-19). Contudo, a tarde era mesmo de Matheus Martins. Não bastasse já ter feito um gol e participado diretamente dos outros três, voltou a estufar a rede. E com mais golaço no dia! O camisa 10 arrastou no talento, cortou para dentro e guardou.

E tinha tempo para mais... Sim, o sexto tricolor (não perca as contas). Já na reta final, perto dos acréscimos, Lucas Felipe limpou a bola diante da zaga e deu o número final ao marcador: 1x6. Uma humilhação aplicada à altura da batizada "Geração dos Sonhos" do Fluminense, atual campeão brasileiro da categoria.

Flamengo x Fluminense - Copa do Brasil Sub-17

Fluminense iniciou as semi com o pé direito (Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)

Fonte: Lancenet
)