Flamengo, Palmeiras e CBF fazem reunião com a Conmebol sobre a final da Libertadores, que terá 75% de público liberado

A Conmebol se reuniu nesta segunda-feira com dirigentes de Flamengo, Palmeiras e CBF para tratar de questões relativas à final da Libertadores. A decisão está marcada para o dia 27 de novembro, no Estádio Nacional, em Montevidéu (Uruguai). A grande novidade é que a Secretaria Nacional de Esportes e o Ministério da Saúde do país vizinho autorizaram eventos esportivos totalmente ao ar livre com 75% da capacidade de público - o que se aplica à decisão da competição.

Leia também : Em meio à crise do 'caso Pedro', Flamengo inicia semana de duas decisões para Renato Gaúcho

Luiz Eduardo Baptista, o Bap, vice-presidente de relações externas do Flamengo, comemorou a liberação."Boa notícia: em relação à final da Libertadores no dia 27/11, as autoridades uruguaias decidiram pela ampliação da presença de público permitida no estádio para 75%", escreveu o dirigente, em seu perfil no Twitter. A capacidade liberada anteriormente era de 50%, e havia a expectativa de que a autorização pudesse se estender, de fato, aos 75%.

Rodrigo Capelo : Newcastle e os bilhões sauditas

Além de Bap, estiveram presentes no encontro Rodolfo Landim e Maurício Galiotte, presidentes de Flamengo e Palmeiras, respectivamente, bem como o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, e o mandatário da Conmebol, Alejandro Domínguez. Fernando Sarney, vice-presidente da CBF, e Reinaldo Carneiro, presidente da Federação Paulista, também compareceram. Segundo a Conmebol, o objetivo do encontro foi "analisar questões vinculadas ao âmbito opertativo, logístico e de segurança" para a final, bem como aspectos administrativos.

Na última terça-feira, a confederação divulgou o esquema de ingressos para a partida. Vinte mil ingressos serão postos à venda, de três formas. Cada clube comercializará diretamente sua carga de entradas para seus torcedores. Haverá uma zona neutra, cujos bilhetes serão vendidos pela Conmebol. Uma parte dos ingressos também será disponibilizada a operadoras de turismo que são parceiras da entidade.

Reuniões de segurança no Rio e em São Paulo

A Polícia Rodoviária Federal, a Polícia Civil e a Polícia Militar do Rio se reuniram com torcedores de torcidas organizadas do Flamengo na sexta-feira, na sede do clube, na Gávea, para orientações de segurança sobre a viagem ao Uruguai para a final da Libertadores.

A principal recomendação repassada aos torcedores é a de que quem não tiver ingresso não poderá sequer embarcar nos ônibus das caravanas que sairão do Rio de Janeiro para Montevidéu. A fiscalização será feita pela PM no ato do embarque. A norma também vale para torcedores do Palmeiras que irão à capital Uruguai saindo de São Paulo. Os comboios serão monitorados pela PRF

As polícias civil e militar, por sua vez, indicaram que os torcedores com "ficha suja", ou seja, com impeditivos de entrar nos estádios no Brasil, já estão em uma lista enviada às autoridades uruguaias pelas federações Fluminense e Paulista para que não sejam autorizados a entrar no país.

Bola de Cristal : Ferramenta do GLOBO mostra chances de título, risco de queda e outros dados do seu time

O mesmo tipo de reunião aconteceu em São Paulo com torcedores do Palmeiras. As polícias dos estados estão em contato para conseguirem organizar um cronograma para a saída das caravanas de cada estado. No entanto, eles ainda aguardam respostas sobre a quantidade de ônibus que irão compor as comitivas de torcedores.

Fonte: Extra
)