Colômbia - O Flamengo estreia na Libertadores 2024 nesta terça-feira, 2, contra o Millonarios (COL). Apesar da empolgação pela boa fase que o time passa e pelo sonho do tetra, o Rubro-Negro terá um desfalque de peso. Gabigol, um dos grandes ídolos da história do clube e principal do jogador do time na competição, é carta fora do baralho para o técnico Tite.
Na segunda-feira passada, 25, o Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem suspendeu o atacante por dois anos pela tentativa de fraudar um exame antidoping . A punição começou a valer em 8 de abril de 2023, data da realização do exame surpresa que Gabi teria tentado fraudar. A punição, portanto, é válida até abril de 2025.
A defesa de Gabigol tentará a absolvição da pena na Corte Arbitral do Esporte (CAS) e buscará um efeito suspensivo. No entanto, como a Libertadores 2024 terá início já nesta terça para o Flamengo, não há tempo hábil para reverter o cenário e garantir a presença do ídolo na partida.
Gabigol, atacante do Flamengo - Thiago Ribeiro/AGIF - Agência de Fotografia/Estadão
Gabigol, atacante do Flamengo Thiago Ribeiro/AGIF - Agência de Fotografia/Estadão
GABI E O PROTAGONISMO EM LIBERTADORES
Antes da chegada de Gabigol, o Flamengo sofria em Libertadores no século XXI. Até então, o Fla tinha conseguido, no máximo, avançar até a fase quartas de final. Além disso, o Rubro-Negro vinha de uma sequência recente negativa em competições continentais.
Na Libertadores de 2017, o Rubro-Negro perdeu para o San Lorenzo por 2 a 1 fora de casa com um gol nos acréscimos do segundo tempo. A partida em questão era válida pela última rodada da fase de grupos. Com o resultado, o Fla caiu precocemente na competição, sem sequer avançar às oitavas.
No ano seguinte, o Flamengo disputou a Sul-Americana. O time fez uma boa campanha e chegou até a final, mas acabou levando a pior no placar agregado contra o Independiente e ficou com o vice.
Gabigol tem contrato com o Flamengo até o fim do ano - Gilvan de Souza / Flamengo
Gabigol tem contrato com o Flamengo até o fim do ano Gilvan de Souza / Flamengo
Em 2019, o cenário mudou. O Rubro-Negro assumiu o protagonismo daquela edição da Libertadores e venceu o River Plate de virada com dois gols de Gabi nos minutos finais de partida. Ali, o atacante entrou na história do Fla.
Dois anos depois, o time voltou à final de Libertadores. Diante do Palmeiras, Gabi voltou a marcar, mas não evitou a derrota por 2 a 1. Assim, o Flamengo amargou o vice daquela edição.
Apesar disso, no ano seguinte, o Flamengo retornou a final e não deixou o título escapar. Gabigol marcou, o Fla venceu o Athletico por 1 a 0 e sagrou-se tricampeão da competição de clubes mais importante do continente.
Ele, portanto, é o único atleta dessa geração vitoriosa a marcar pelo Flamengo em finais de Libertadores. Além disso, é o maior artilheiro brasileiro da história da competição (31).
Gabigol é ídolo do Flamengo - Marcelo Cortes / Flamengo
Gabigol é ídolo do Flamengo Marcelo Cortes / Flamengo
AGENDA
Millonarios e Flamengo medirão forças no El Campín, nesta terça-feira, 2, a partir das 19h (de Brasília). A partida é válida pela primeira rodada do Grupo E da Copa Libertadores 2024.