Rio - A dívida da Viton 44 com o Flamengo, que já dura há quase uma década, está perto de ser encerrada. Em 2015, a empresa fechou um patrocínio de R$ 20 milhões para estampar as marcas "Guaravita" e "Guaraviton" no uniforme do time. Entretanto, não houve renovação, e a marca deixou o clube na temporada seguinte com uma dívida de R$ 4 milhões, o que, em valores corrigidos, daria pouco mais de R$ 7 milhões.
O departamento jurídico do clube brigava na Justiça desde então para receber o que a empresa lhe devia. Em 2023, o Flamengo chegou a um acordo com o dono da fabricante Viton 44, o empresário Neville Proa.
Assim, para quitar a divida, o Fla passou a ter direito sobre um terreno de mais de 10 mil m² no Condomínio Portobello, em Mangaratiba, litoral do Rio. A informação foi revelada pelos sites "Mundo Rubro-Negro" e "ge".
Conforme aponta a lei da alienação fiduciária, o imóvel tem que ir a leilão. Isso aconteceu nesta terça-feira, 13. No entanto, não houve compradores. Dessa forma, o local passará a ser propriedade do Rubro-Negro.